PM reforça policiamento no centro com comércio aberto à noite

POLÍCIA - 18:05:49
PM reforça policiamento no centro com comércio aberto à noite

O policiamento será reforçado neste final de ano no centro da cidade, período que o comércio abrirá a noite. Foi o que anunciou o comandante da 1ª Companhia da Polícia Militar, capitão Kenji Takebe, durante a audiência pública realizada na quarta-feira, 30, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil em Fernandópolis. No encontro que durou quase duas horas, Takebe abordou índices de violência registrados na cidade e relatou que conta com contingente de 40 policiais para garantir a segurança em Fernandópolis. A audiência pública foi acompanhada pelo Juiz de Direito, Heitor Katsumi Miura.
A audiência ocorreu após a divulgação do relatório da Secretaria Estadual da Segurança Pública referente ao mês de outubro, que confirmou a tendência crescente de furtos e roubos na cidade. De acordo com o relatório, nos primeiros 10 meses do ano, de janeiro a outubro, foram registrados na cidade 772 furtos, média de 77,2 casos por mês. Na comparação com o mesmo período de 2015, com 632 casos, houve aumento de 22%. No caso de roubos, o número mais que dobrou. Saltou de 31 em 2015 para 68 este ano de janeiro a outubro. Mas, há números em queda: furtos de veículos caíram de 115 casos no ano passado para 100 este ano. Redução também de lesões corporais dolosas e de acidentes e vitimas no trânsito. Neste caso, o número de mortes por acidente de trânsito caiu de 13 em 2015 para 5 este ano. Houve queda também no registro de homicídios.
Durante a audiência, o comandante da Polícia Militar lembrou que conta com apenas 40 policiais para garantir a segurança na cidade e que o número ideal teria que ser em torno de 200 para compensar a rotatividade (licenças, folgas e férias). Takebe tratou ainda do envolvimento de menores em delitos na cidade. Segundo ele, os menores estão envolvidos em 90% de ocorrências de pequenos furtos, tráfico de drogas e parte já está empunhando arma de fogo para roubos.
Para o comandante, a PM tem se empenhado para aumentar o policiamento na rua para reduzir crimes dolosos. “Estamos abordando pessoas em atitudes suspeitas e veículos para fiscalização. Trabalhamos sempre com o propósito de reduzir os crimes mais graves”, afirmou. Apesar de a cidade ter enfrentado crimes violentos nos últimos meses, como o assalto com reféns na Casas Bahia e a explosão de caixa eletrônico no Shopping Center que acabou resultando na morte do policial Claudio Florindo, Takebe apontou que Fernandópolis tem índice aceitável na comparação com outras cidades do mesmo porte. “Queremos reduzir esse índice cada vez mais. O ideal seria zero de violência, mas isso nem países como Japão e Alemanha conseguem”, comentou. 
Neste período de final de ano, com o comércio funcionando no horário noturno, Takebi anunciou que vai aumentar o policiamento no período que comércio vai funcionar a noite, a partir de 12 de dezembro. “O mesmo policiamento que colocamos na rua durante o dia com a Atividade Delegada, vamos ter a noite”, acrescentou. A medida se justifica pelo fato da cidade atrair consumidores de toda a região. 

 

VEJA TAMBÉM


Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');