Você tem algumas dúvidas sobre clareamento dental? Elaborei 10 tópicos para ajudar a decidir qual o melhor método para obter um sorriso branquinho e harmonioso

ARTIGOS - 09:05:28

1 - Como ocorre o clareamento dental?

Em dentes vitalizados ocorre por um processo químico, em que o oxigênio livre quebra as moléculas de pigmentos do dente em moléculas menores dentro da estrutura dental (esmalte e dentina). Dessa forma, essas moléculas permitem maior reflexão de luz, e consequentemente, o dente se apresenta mais claro.

2 - Quais são os casos que têm restrições para fazer o clareamento dental?

Dentes com restaurações e com endodontia não irão sofrer a ação do clareamento, bem como próteses e implantes. Pessoas com hipersensibilidade dentinária, que fizeram quimioterapia e radioterapia há pouco tempo, e pessoas com menos de 16 anos e grávidas não estão indicadas a fazer uso do clareamento. Outros fatores que interferem no tratamento são dentes que sofreram alteração durante sua fase de formação, como uso de tetraciclina, hipoplasia dentinária e fluorose dentária.

3 - Por que nem sempre o dente fica branquíssimo após o clareamento?

O dente é um elemento policromático, sua cor é determinada pela dentina, que é amarela. Enquanto que o esmalte dental é translúcido. Quanto mais fino for o esmalte, mais amarelo fica o dente. Dessa forma, quanto mais mineralizado for o esmalte, mais claro ficará. A cor do dente não altera com o processo de clareamento, somente saturação desta cor, ou seja, há dentes que não alteram muito o grau de saturação. Por isso, esteja ciente da possibilidade de seu sorriso não ficar como o esperado.

4 - Por que os dentes escurecem com a idade?

Com o passar dos anos, o esmalte sofre desgastes e por sua vez a dentina torna-se mais espessa pela formação de camadas reparadoras, tornando o dente mais escuro. Este pode ser um fator que impede que os dentes clareiem absolutamente neste caso.

5 - Dentes com endodontia podem ser clareados?

Dentes desvitalizados são clareados com outra técnica. O gel clareador é inserido na parte interna do dente e é trocado como um curativo, por algumas sessões até a obtenção do resultado desejado.

6 - Qual a diferença entre o clareamento caseiro e o de consultório?

O clareamento caseiro é feito através de uma moldeira, em que o gel é aplicado, no período mínimo de 4 horas diárias. Já o clareamento de consultório é feito com um laser sobre os dentes, obtendo o resultado imediato. Ele libera um laser de baixa potência para minimizar a sensibilidade. O outro tipo de clareamento de consultório é o realizado com um gel com alta porcentagem, que é ativado sobre os dentes por meio da luz de LED, gerando maior sensibilidade. O clareamento realizado em consultório pode ser repetido de acordo com a necessidade individual de cada caso.

7 - Os dois métodos podem ser conjugados?

Para intensificar e obter um resultado mais preciso e rápido, é comum conjugar as duas técnicas. O tratamento se inicia com uma sessão em consultório e, depois, são feitas algumas aplicações da moldeira.

8 - Quais são os cuidados que se deve ter ao realizar o clareamento dental?

É importante o uso de uma pasta de dente para dentes sensíveis e de um enxaguante bucal com flúor para minimizar os impactos da sensibilidade dentinária. A pessoa precisa, também, ter cuidado com a alimentação, evitando alimentos que mancham os dentes e alimentos ácidos. O cigarro deve ser evitado.

9 - Quais os problemas que podemos ter se não tivermos a orientação de um dentista?

O paciente pode aplicar o gel em demasia, causando queimaduras, ou aplicá-lo em uma parte incorreta da placa, sem obter resultado. Outro inconveniente pode ser a aplicação sobre raízes expostas ou dentes com cárie, gerando uma pupite, sendo necessária a realização da endodontia (tratamento de canal). Utilizar por tempo excessivo pode causar reabsorção e enfraquecimento do dente. Somente o dentista está habilitado para aplicar, orientar e supervisionar o clareamento.

10 - Outras formas de clareamento caseiro funcionam?

O clareamento com pasta de dente clareadora, bem como o uso de bicarbonato de sódio é realizado por outro método, que é o de abrasão, ou seja, é o lixamento do esmalte do dente, provocando uma desmineralização da estrutura. Por isso, não provoca um clareamento satisfatório.

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');