Saúde de Fernandópolis confirma segundo caso de febre amarela em macaco

SAÚDE - 08:10:12
Saúde de Fernandópolis confirma segundo caso de febre amarela em macaco

A Secretaria Municipal da Saúde de Fernandópolis, através da Vigilância Epidemiológica, recebeu a confirmação do segundo caso de febre amarela em macacos no município. O animal foi encontrado morto no mês de março por uma moradora do bairro Brasilândia, próximo ao trecho de acesso à cidade, e levado à avaliação laboratorial no Instituto Adolfo Lutz, que confirmou nesta segunda-feira, 03, a contaminação do vírus.
Embora o resultado tenha sido positivo, os profissionais da saúde tranquilizam a população, mas também orientam, levando em conta que mais de 90% dos moradores já foram imunizados contra a febre amarela nas diversas campanhas realizadas no município, desde que a primeira morte de macaco contaminado pela doença foi confirmada, em dezembro do ano passado. Ao todo, dezessete macacos encontrados mortos foram avaliados e examinados, quinze com resultados negativos.
Ao encontrar macacos mortos na área urbana ou rural de Fernandópolis, a orientação é para que a população entre em contato com o Centro de Zoonoses, em dias de semana e horário comercial, ou aos finais de semana e horários noturnos com a Polícia Ambiental. 
 INTENSIFICAÇÃO
Nesta terça-feira, 04, profissionais da área da saúde estarão em uma ‘força tarefa’ no bairro Brasilândia, nas proximidades onde o macaco foi encontrado. Durante o dia será feita a pulverização nas ruas e a noite, a partir das 17h, todas as residências serão visitadas por enfermeiros que farão a vacinação dos moradores que ainda não estão imunizados contra a febre amarela. 
“As ações em combate ao Aedes Aegypti se intensificaram no município nos últimos meses, estamos realizando diversas campanhas nas Unidades de Saúde e adesões nos bairros. Queremos tranquilizar os fernandopolenses, pois embora os exames confirmem mais um macaco morto com febre amarela, não há motivos para pânico, está tudo sob controle em nossa cidade. Continuaremos agindo de forma intensa e lembramos aqueles que ainda não tomaram a vacina, para que procure o postinho mais próximo de sua residência”, comentou a coordenadora da Vigilância em Saúde, Fabiana Pietrobon Lavezo. 

 

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');