BASTIDORES

ARTIGOS - 08:47:13

COBRADOS...

pela população, os vereadores respondem através de comunicação diversa. Partem para o corpo a corpo, usam as redes sociais, dão entrevistas, mas o meio mais eficiente que encontram para dar vazão às demandas do eleitorado é mesmo  a tribuna da Câmara.

COMO...

a lua de mel Câmara/Executivo já acabou, os vereadores (salvo algumas exceções) deixaram o silêncio de 100 dias e iniciaram a formalização de alguns pedidos,  acompanhados de discursos amplos e contundentes.

MESMO...

sabendo que a situação financeira da prefeitura não permite gastos que possam atender a todos os setores da administração, os vereadores, questionados pelos munícipes, pressionam o prefeito e levam para as sessões legislativas tudo aquilo que mais aflige a população.

NA...

sessão de terça-feira, por exemplo, dois vereadores foram duros nas cobranças. Subindo o tom dos discursos, Tonho Pintor e Cidinho do Paraíso deixaram claro que a paciência deles, se não acabou, está a caminho.

O VEREADOR...

mais votado nas últimas eleições bateu firme: Como é profissional ligado à saúde, disse que “com todo respeito que tenho ao senhor prefeito, tire os pés do chão e compra remédio para a população”. Cidinho do Paraiso é da base governista e foi eleito pelo PR.

JÁ...

Tonho Pintor, o menos votado, fez críticas pesadas ao sistema de transporte coletivo urbano. Uma frase dele realça a bronca: “O povo não é cachorro nem porco para ser transportado desse jeito”. Detalhe: o vereador foi eleito pelo PSC,  ”oposicionista”, mas está na folha de salários da prefeitura. Ele e mais cinco vereadores.

TUDO...

indica que o prefeito Pessuto dificilmente terá problemas na Câmara para aprovação de seus projetos. Além da maioria conquistada na eleição, conta com a experiência e colaboração do atual presidente Étore Baroni. Os dois políticos se conhecem  há tempos, estão afinados no presente e assim devem caminhar juntos em direção às próximas eleições.

 

PORÉM...

diante das primeiras críticas, Pessuto não deve descuidar da indicação de seu líder na Câmara, alguém que faça defesa da administração. As cobranças tendem a crescer, e a perdurar o grau de dificuldade para atender aos pedidos dos vereadores, não por falta de vontade do prefeito, mas pela escassez de recursos do poder público, será imprescindível resposta convincente, a deixar claro que a prefeitura de Fernandópolis (a exemplo da maioria das prefeituras do país), todo mês, depois de pagar a folha de salários dos funcionários e as despesas obrigatórias, constata que pouco, quase nada, sobra para investimentos.

 

 

 

Alencar Cesar Scandiuzi

Alencar Cesar Scandiuzi

Jornalista e Radiodifusor

VEJA TAMBÉM


Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');