Sindicância sobre matança de gatos no Beira Rio é concluída sem culpados

GERAL - 20:11:14
Sindicância sobre matança de gatos no Beira Rio é concluída sem culpados

Foi concluída essa semana a sindicância instaurada pela Prefeitura de Fernandópolis, para apurar a matança de gatos no Ginásio Beira Rio, em fevereiro deste ano. Como já esperado, nenhum culpado foi apontado pela investigação interna. 
De acordo com uma nota emitida pela secretaria municipal de Comunicação, a Comissão Permanente de Sindicâncias da Prefeitura chegou à conclusão de que não ficou comprovada a causa da morte dos animais, bem como o envolvimento de funcionários da administração municipal neste caso. 
“Foram ouvidas testemunhas, na qual, também não puderam precisar sobre os fatos, inclusive afirmando que os animais residiam temporariamente no local, mas que parte do dia eles saiam do local percorrendo toda a região, o que incluí imóveis vizinhos ao Ginásio”, diz a nota.
A administração municipal ainda tentou se justificar afirmando que foi constatado que outras ocorrências semelhantes estavam sendo registradas em outros bairros da cidade.
O CASO 
Diariamente, por pelo menos dois anos, o empresário fernandopolense Valdir Decó   deixava sua residência, de manhã e de tarde, para cuidar de alguns gatos que foram abandonados no Ginásio Beira Rio. Eram pelo menos dez e para eles, Decó levava ração e colocava água fresca. 
Para evitar que eles se proliferassem ainda mais, o empresário passou pagar, do próprio bolso, o procedimento de castração dos felinos em uma clínica particular de Fernandópolis. “Fazia isso por que gosto de animais e os coitadinhos não tinham culpa de terem sido abandonados ali. Alguns deles eu até levei para a minha casa, mas infelizmente não tinha como levar todos, então tratava deles ali mesmo”, contou o empresário. 
Tudo parecia correr com normalidade até que houve a troca de gestão e com ela iniciaram as dificuldades para continuar com a ação. O empresário que antes tinha trânsito livre pelo imóvel público para cuidar dos animais, começou a ser barrado por funcionários da secretaria municipal de Esportes e Lazer. 
“Falaram que não queriam mais gatos lá no ginásio. Então fomos para uma reunião com o prefeito André Pessuto e ele disse que não queria mesmo gatos lá no Beira Rio, mas não se importava se cuidássemos deles lá do lado de fora da quadra. Então nós começamos a colocar as coisas lá fora, mas sabemos que os animais não apresentam racionalidade para compreensão do que pode ou não pode e algumas vezes eles voltavam para lá na parte da noite”, completou. 
Alguns dias depois, no entanto, alguém, que não foi identificado sindicância decidiu “resolver” o problema de outra forma. 
“Quando cheguei no Beira Rio por volta das 17h, já me deparei com dois gatos agonizando, sufocados, gritando (sic) ... Corri para dentro da quadra e encontrei mais dois já mortos e outro na mesma situação dos dois primeiros. Conseguimos tirar fotos de um já morto e os outros o rapaz que cuida lá da quadra não deixou a gente tirar”, afirmou emocionado. 
O empresário correu para buscar ajuda, mas quando voltou pouco tempo depois, todos os corpos dos gatos já tinham sumido. Sumiram também com as tigelas e vasilhas onde Decó servia água e comida aos bichanos. 
COINCIDÊNCIA 
No dia seguinte a matança, o prefeito André Pessuto (DEM) postou em sua página oficial no Facebook, um agradecimento aos colaboradores da secretaria de Esportes e Lazer pelo o que ele classificou como um “verdadeiro banho” no Ginásio Beira Rio. 
“Com muita alegria informo a toda população a recuperação do Ginásio “Beira Rio”. Ainda não é o que queremos, mas é o início de um trabalho. Colocamos um novo gerador e restabelecemos o fornecimento de energia elétrica e água no local. Também foi dado um verdadeiro banho no ginásio! Parabéns a todos da secretaria municipal de Esportes”, escreveu Pessuto.
SILÊNCIO
Durante a entrevista de Decó, o secretário municipal de Esportes e Lazer, Juracy Rossato Júnior, chegou a ligar na emissora e dizer que depois se pronunciaria sobre o caso e mostraria imagens do que os gatos faziam no ginásio. 
No entanto, esse pronunciamento só ocorreu na semana seguinte, quando foi anunciada a abertura da sindicância, que não deu em nada. 

 

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');