Fernandópolis enfrenta inverno com temperatura de 35 graus

GERAL - 19:06:00
Fernandópolis enfrenta inverno com temperatura de 35 graus

Pelo quinto dia seguido, o fernandopolense enfrentou um inverno atípico. Os termômetros registram desde segunda-feira, temperaturas acima de 32 graus e nos últimos três dias, a máxima chegou a superar 35º. As noites que vinham com temperaturas baixas, entre 10 e 13 graus, na madrugada desta sexta-feira registrou  mínima de 24,5º às 2 horas. A Umidade Relativa do Ar caiu abaixo de 20% (veja quadro). 

De acordo com a Somar Meteorologia, as temperaturas sobem por conta da presença dos ventos de norte, tanto pela manhã quanto à tarde, no norte paulista e oeste de Minas Gerais, as máximas sobem tanto que o tempo chega a ficar com cara de verão. 
As temperaturas seguem amenas pela manhã, mas à tarde as máximas se elevam e faz calor principalmente na metade oeste e norte de São Paulo e grande parte de Minas Gerais. Durante o domingo as máximas ficam próximas a 40ºC no norte e noroeste do Estado. 
Nâo chove na região há quase 90 dias. A consequência é a baixa umidade relativa do ar. Nos últimos dias, a Estação do Ciiagro em Fernandópolis registrou umidade em torno de 20%. O tolerável pela Organização Mundial de Saúde é de 60%. 
A umidade do ar é mais baixa principalmente no final do inverno e inicio da Primavera, no período da tarde, entre 12 e 16 horas. A umidade fica mais alta sempre que chove devido à evaporação que ocorre posteriormente. Para a semana, o quadro pode melhorar com a previsão de chuva de 5 mm para terça-feira, 15. 
Com a queda da umidade, há complicações alérgicas e respiratórias devido ao ressecamento de mucosas;  sangramento pelo nariz; ressecamento da pele; Irritação dos olhos; eletricidade estática nas pessoas e em equipamentos eletrônicos; aumento do potencial de incêndios em pastagens e florestas.
Quando a umidade relativa do Ar cai entre 20 e 30%, significa estado de atenção. Desde o início do mês, Fernandópolis registrou umidade nesta faixa nos últimos seis dias. Nestes casos a recomendação é para evitar exercícios físicos ao ar livre entre 11 e 15 horas; umidificar o ambiente através de vaporizadores, toalhas molhadas, recipientes com água, molhamento de jardins etc.; sempre que possível permanecer em locais protegidos do sol, em áreas vegetadas etc.; e  consumir água à vontade.
Na quinta-feira, a umidade caiu a 19%. Entre 12 e 20%, já é estado de alerta. Além de observar as recomendações do Estado de Atenção, as pessoas devem suprimir exercícios e trabalhos ao ar livre entre 10 e 16 horas; evitar aglomerações em ambientes fechados; e usar soro fisiológico para olhos e narinas. Abaixo de 12%, já se considera clima de deserto e deve ser decretado estado de emergência. Ontem a tarde, a Umidade Relativa do Ar,  caiu a 21% às 15 horas. 

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');