Grávidas de Fernandópolis começam a receber repelentes

SAÚDE - 08:33:20
Grávidas de Fernandópolis começam a receber repelentes

Grávidas de Fernandópolis começam a receber repelentes

Apesar de Fernandópolis não ter registrado este ano nenhum caso de zika,  a Secretaria Municipal da Saúde iniciou a distribuição de repelentes para as grávidas atendidas na rede de UBSs - Unidades de Saúde. O objetivo é prevenir o risco de contaminação de gestantes por doenças como zica, chikungunya, dengue e febre amarela, que são transmitidas pela picada do mosquito Aedes Aegypti e também da leishmaniose, que é transmitida pelo mosquito palha. 
Para precaver possíveis casos, a secretaria iniciou a distribuição de repelentes para todas as grávidas atendidas e cadastradas nas unidades de saúde do município. Para receber o produto, as gestantes devem fazer o pré-natal corretamente nas unidades de saúde. 
O uso do repelente é de grande importância para evitar picadas de insetos, em especial no período gestacional, pois doenças como zica, chikungunya, dengue e febre amarela podem ser responsáveis por graves alterações de saúde no feto, principalmente quando a mãe é infectada nas primeiras semanas de gestação. O vírus zica, por exemplo, é uma causa potencial para nascimento de crianças com microcefalia. 
“O repelente é, de fato, um mecanismo muito importante e eficaz de prevenção. É indicado usá-lo em áreas mais expostas. Mas existem outras medidas para se prevenir do aedes aegypti, como evitar a exposição nos horários de pico do mosquito (amanhecer e anoitecer) e, na medida do possível, usar as barreiras mecânicas, como roupas de manga longa e calça comprida”, explicou Vitor Paulo de Oliveira, coordenador da Farmácia Municipal.

 

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');