Bastidores

ARTIGOS - 08:43:24

OS FUNCIONÁRIOS...

públicos municipais, mais uma vez, desfrutaram de uma privilegiada folga por conta do feriado de 7 de setembro, quinta feira, ponto facultativo na sexta-feira, emendando com sábado e domingo. É correto?

TRATA-SE...

de uma tradição. Há muito tempo, as administrações adotaram a famosa ponte, desta vez perfazendo quatro dias no feriado prolongado, longe do expediente que contempla vários setores da máquina municipal.

O PRIVILÉGIO...

ficou mais gordo: se ficar numa boa de quinta a domingo já faz sorrir, imagina com dinheiro no bolso. É que o pagamento do funcionalismo saiu na quarta-feira, dia 6, por causa do feriado. Com o ponto facultativo na sexta-feira, o quinto dia útil seria na segunda-feira, dia 11.

EM...

nota, a assessoria de imprensa da prefeitura trata do decreto; do ponto facultativo; da suspensão das atividades; da ponte por conta do feriado, e da manutenção apenas dos órgãos e serviços especiais, o UPA e SAMU.

EMBORA...

o atendimento da UPA e do SAMU permaneça com atendimento normal, o fechamento das creches traz um transtorno incontornável para as mães que trabalham fora como empregadas domésticas, diaristas, ou no comércio, que fecha apenas no feriado. Com quem ficam as crianças? – reclamam as mães que gostariam também que os filhos mais velhos estivessem nas escolas da rede municipal.

QUEM...

presta concurso e ingressa no serviço público, sabe das limitações salariais, da carga horária, dos compromissos, e até de algum sacrifício, como privar-se de uma viagem, passeio com a família, banho de sol, e tudo mais que um feriadão permite. Poucos empregos garantem descanso fora das férias regulares.

 

NO...

feriado de 7 de setembro, quinta-feira, alguns setores do comércio trabalharam normalmente. Supermercados e padarias, especialmente. Na sexta, os bancos e todos os estabelecimentos comerciais reabriram no horário habitual. Quem produz não gosta de feriados.

 

COMPREENDE-SE.

o esforço, a boa vontade do prefeito ao antecipar o pagamento dos funcionários, valendo-se em parte do dinheiro que entrou via Refis. Um afago em borá hora, buscando minimizar o desgaste oriundo do cancelamento do 14º salário e a polêmica da licença-prêmio. Agora, convenhamos, 4 dias sem expediente é muita coisa.Vivemos dias difíceis e a receita é trabalhar dobrado.

 

 

 

 

 

Alencar Cesar Scandiuzi

Alencar Cesar Scandiuzi

Jornalista e Radiodifusor

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');