Nova “Área Azul” terá 1,8 mil vagas rotativas

GERAL - 21:24:33
Nova “Área Azul” terá 1,8 mil vagas rotativas

O prefeito André Pessuto assinou esta semana o decreto que regulamenta a lei aprovada pela Câmara que institui o sistema de estacionamento rotativo pago na área central da cidade e que prevê a concessão onerosa para exploração pela iniciativa privada. A Ceads – Centro Educacional  de Apoio, Desenvolvimento Social e Cultural deixa de atuar na “Área Azul” no dia 23. 

Além de regulamentar o novo sistema denominado “Rotativo Fernandópolis”, o decreto amplia a área do estacionamento pago. O novo sistema vai operar com 1.803 vagas. Com a regulamentação, a prefeitura deve publicar na próxima semana o edital com abertura de licitação para que empresas interessadas em operar o novo sistema apresentem propostas, que deve trazer como novidade o sistema de cobranças eletrônica (parquímetro, aplicativo de celular, etc). 
De acordo com o secretário de Gestão, José Cassadante Junior, a empresa vencedora da licitação terá a obrigação de refazer toda sinalização horizontal e vertical das ruas onde será implantado o sistema de Estacionamento Rotativo. “Cada sistema tem seu tempo de implantação, mas estamos trabalhando para que qualquer que seja o sistema empregado tudo estará funcionamento perfeitamente antes das festas de final de ano”, disse na entrevista ao CIDADÃO. Deverá ocorrer um hiato entre o fim da operação da “Área Azul” pela Ceads e o inicio de operação do novo sistema.  
O novo sistema estabelece para as tarifas valores diferenciados de acordo com o tempo de ocupação: 1,00 (meia hora) 1,50 (uma hora), 2,00 ( duas horas). O valor é diferenciado para veículos de carga. Também fixa que para depósito de contêiner ou caçamba em vaga de estacionamento pago o valor de R$ 15 por dia de uso da vaga. Foram criadas duas categorias de estacionamento: Área Azul – para  veículos pelo período máximo de duas horas sem prorrogação; e Área Verde – para veículos pelo período de permanência  não superior a 3 horas  contínuas, vedada a prorrogação.  
De acordo com Cassadante, o projeto da nova Área Azul, atende  demanda da Associação Comercial de Fernandópolis com o objetivo de propiciar facilidade para as pessoas que buscam o comércio da região central. “Diante da demanda apresentada foi contratado um Estudo que demonstrou a viabilidade e apresentou diversos modelos de exploração, bem como, a possibilidade de receita significativa para o município”, afirmou.
ÁREA AUMENTADA
No decreto, a prefeitura já delimita a expansão da Área Azul, abrindo um total de 1.803 vagas. Nesta expansão foram incluídas as avenida dos Arnaldos (da Rua Bahia até a Espirito Santo),  Expedicionários Brasileiros (da Rua Bahia até a Sergipe), Rua Expirito Santo (da Pedro Ferrari até a José Camargo Arruda), Líbero de Almeida Silvares (da Expedicionários Brasileiros até a Presidente Castelo Branco), Avenida Euripedes José Ferreira (da Rua Rio de Janeiro a Espirito Santo) e Avenida José Camargo Arruda (da Rio Grande do Sul até a Espirito Santo).
Todas as avenidas (Manoel Marques Rosa, Amadeu Bizelli, Milton Terra Verdi, Paulo Saravalli terão a área azul da Rua Bahia até a Sergipe. As ruas, Rio de Janeiro e Espirito Santo, na extensão da Av. Pedro Ferrari até a José Camargo Arruda. A Rua Brasil permanece da Avenida dos Arnaldos até a Expedicionários; a Rua São Paulo até a José Camargo Arruda; as ruas  Rio Grande do Sul e Bahia, da Avenida dos Arnaldos até a Expedicionários. 

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');