Instalada a primeira das 14 câmeras que vigiarão entradas e saídas da cidade

GERAL - 17:50:11
Instalada a primeira das 14 câmeras que vigiarão entradas e saídas da cidade

Com a liderança da Associação de Amigos do Município, começou a sair do papel o Projeto Sentinela que prevê a instalação de 14 câmeras de monitoramento para vigiar as entradas e saídas da cidade. A primeira câmera, instalada na Avenida Litério Grecco, defronte o Tedda Autopeças, já está operando em caráter experimental.

O anúncio foi feito quinta-feira pelo presidente da Associação de Amigos, Fernando Lyra, em entrevista à Rádio Difusora. A instalação da câmera provocou burburinho nas redes sociais já que foi confundida com radar. “Essa câmera, bem como as outras 13 que serão instaladas, são de monitoramento e vigilância. São especificas para leitura de placas de veículos que são transmitida para o sistema do Detecta implantado pelo Governo do Estado em 2014. Se tiver denúncia de furto ou roubo do carro é acusado automaticamente para a Polícia Militar. O Detecta reúne o maior banco de dados de informações policiais da América Latina. Estão integrados ao sistema os bancos de dados das polícias civil e militar, do Registro Digital de Ocorrências (RDO), Instituto de Identificação (IIRGD), Sistema Operacional da Polícia Militar (SIOPM-190), Sistema de Fotos Criminais (Fotocrim), além de dados de veículos e de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do Detran.
Segundo o presidente da Associação de Amigos, o projeto teve como inspiração o Projeto Sentinela de Limeira. “Está sendo liderado pela Associação de Amigos desde a gestão anterior de Adelson Marques, inspirado na cidade de Limeira que já tem um sistema como esse funcionando há vários anos e visa reduzir o índice de criminalidade na cidade”
O sistema de vigilância completo está orçado em R$ 180 mil, que inclui a compra e instalação das 14 câmeras. “A manutenção vai ser via prefeitura. Isso está sendo estudado com a parte jurídica da prefeitura qual o melhor sistema, se a Associação de Amigos doa para a prefeitura ou se faz em regime de comodato. Mas tudo indica que será em regime de doação. Até novembro isso vai estar resolvido”, explicou Fernando Lyra. 
Essa primeira câmera ficará em teste durante 30 dias. “A Polícia Militar dando aval, vamos partir para a segunda, terceira e assim por diante. A ideia é meados do ano que vem ou um pouco antes estar tudo funcionando”, disse.
De acordo com o presidente o dinheiro está sendo levantado em parceria com os empresários da cidade e pessoas físicas. “É um trabalho de arrecadação que vem sendo feito desde o início do ano. Nós ainda não temos o total, R$ 180 mil, estamos em torno de R$ 93 mil. O projeto é liderado pela Associação de Amigos, mas de cunho da sociedade fernandopolense”, acrescentou Lyra.

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');