Bastidores

ARTIGOS - 07:57:05

NA...

cidade, quando os órgãos estaduais, ou federais, caminham bem, a população vê no atendimento uma simples rotina de trabalho. Porém, quando algo claudica logo se busca o indefectível parâmetro com outras cidades, principalmente as mais próximas.

É O QUE...

acontece com a UPA – Unidade de Pronto Atendimento, recentemente instalada  em Fernandópolis. A inauguração do órgão federal, em prédio próprio na Avenida dos Arnaldos, foi precedida de intensa propaganda oficial, o que gerou grande expectativa nos fernandopolenses.

INAUGURADA...

pela administração de Ana Bim, a UPA logo foi testada e recebeu críticas. Como era algo novo no atendimento à saúde pública, seus usuários exerceram razoável paciência e deram um tempo de carência, esperançosos que as deficiências apontadas fossem logo sanadas. Na opinião do vereador Etore Baroni, a UPA era um presente de grego.

O GOVERNO...

Ana Bim acabou e os problemas continuaram. A maioria dos atendimentos foi se arrastando, e o prometido não se realizou, ou seja: a UPA desafogaria o Pronto Socorro da Santa Casa. Como, se nem aparelho de raio x foi instalado na unidade?

O PREFEITO...

André Pessuto ao tomar conhecimento da estrutura inadequada do órgão, e de seus custos mensais, na ordem de R$ 500 mil reais, sem aprofundar o relacionamento de Fernandópolis com o Ministério da Saúde, anunciou que vai fechar a UPA. A chiadeira brotou e uma pergunta não quer calar: por que em outras cidades a UPA funciona?

SERIA...

oportuno que o prefeito e os vereadores buscassem junto aos prefeitos de Jales e Votuporanga, por exemplo, os números da UPA nas respectivas cidades. É preciso uma resposta convincente aos fernandopolenses, eis que a unidade criada é fruto de minucioso estudo da área de saúde do governo federal.

E QUE...

tal sondagem nas cidades vizinhas ocorresse com certa urgência, até para conter o boato que já se espraia em Fernandópolis, de que a UPA é apenas uma das muitas obras que o prefeito Pessuto quer apagar da memória da população com a marca de Ana Bim, como o prédio desativado da farmácia popular e o Ceads, que administrava a Zona Azul.

A TÍTULO...

de colaboração, a Coluna têm informações seguras de que Jales, que sedia um consócio municipal, gasta menos que 400 mil reais ao mês com a UPA, com direito a plantão médico 24 horas por dia, e a unidade faz todos os exames laboratoriais, mais os de imagens, inclusive endoscopia e colonoscopia. Tem alguma coisa errada com Fernandópolis.

Alencar Cesar Scandiuzi

Alencar Cesar Scandiuzi

Jornalista e Radiodifusor

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');