Luta pelo não fechamento da UPA sai da rede e vai para as ruas

SAÚDE - 16:49:03
Luta pelo não fechamento da UPA sai da rede e vai para as ruas

A luta pelo não fechamento da UPA – Unidade de Pronto Atendimento de Fernandópolis -, que até então dominava apenas as redes sociais, essa semana também ganhou as ruas. Desde quarta-feira, 25, é possível encontrar em locais de grande movimentação - pontos de ônibus e estabelecimentos comerciais - alguns panfletos cobrando uma mobilização da comunidade para impedir o fechamento da UPA. 

Os papeis, apócrifos, trazem dizeres como: “Lute pelo que é nosso”, “Diga não ao fechamento da UPA” e “Não acredite em quem fala que a UPA dá prejuízo”. Um deles traz, inclusive, orientações sobre quando procurar a Unidade de Pronto Atendimento. 
“Procure a UPA em casos de problemas de pressão; corte com pouco sangramento; febre alta; fraturas; cólicas renais; convulsão, dores no peito, etc. Quem quer a UPA fechada, não precisa dela quando fica doente. A UPA é uma conquista de Fernandópolis e não podemos perde-la”, diz o documento. 
O FECHAMENTO 
Em pronunciamento na Câmara Municipal, o prefeito de Fernandópolis, André Pessuto (DEM), confirmou seu interesse em fechar a UPA e disse, inclusive, que já encaminhou um pedido ao Ministério da Saúde para tal.   
Durante sua fala, que foi provocada por um questionamento do vereador Salvador de Castro (PDT), Pessuto disse que a abertura da UPA era uma tragédia anunciada. 
“Não gosto de ficar remoendo o passado, mas isso já era uma tragédia anunciada. A UPA foi aberta de última hora, em um processo extremamente eleitoreiro, e agora nós estamos pagando essa conta. A UPA de Fernandópolis gasta em torno de R$ 500 mil mensais, não tem o atendimento que deveria ter, por falta de equipamentos e muitas outras coisas que se deveria ter dentro de uma UPA antes de ter aberto”, disse Pessuto.
O prefeito disse ainda que, além de pedir o fechamento da UPA, solicitou o parcelamento do prédio, uma vez que com o fechamento, a Prefeitura é obrigada a devolver o valor investido na construção da unidade.  
“Como prefeito eu já protocolei o pedido de fechamento da UPA junto ao Ministério da Saúde e quero deixar isso muito claro para a sociedade, não vou esconder isso de ninguém, porém não é simplesmente fechar, abaixar as portas de uma UPA, há toda uma responsabilidade por trás disso, inclusive financeira. A partir do momento que isso acontecer, nós já estamos em tratativas com a Santa Casa para que o atendimento possa ser lá. Tenho certeza de que o atendimento vai melhorar, a Santa Casa tem total condições de receber a população com excelência para que possamos melhorar a qualidade de vida de nossos cidadãos”, completou. 
Desde então populares iniciaram uma campanha contra o fechamento da unidade nas redes sociais e, esta semana, decidiram também a levar para a rua. 

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');