Projeto “Tocando a Vida”, da Meimei, recebe R$ 52 mil do Voluntariado BB

CADERNO VIVA - 19:14:30
Projeto “Tocando a Vida”, da Meimei, recebe R$ 52 mil do Voluntariado BB

Uma solenidade realizada na tarde de quarta-feira, 6, na sede da Associação Beneficente Pátria do Evangelho, marcou a entrega de um cheque simbólico no valor de R$ 52 mil da Fundação Banco do Brasil, por meio do Programa Voluntariado BB, à entidade para o desenvolvimento do projeto “Tocando a Vida”, cujo objetivo é inserir as crianças assistidas no mundo da música. 

Com os recursos destinados pelo Voluntariado do Banco do Brasil, foram adquiridos diversos instrumentos e equipamentos, como violões, teclado, flautas, entre outros, para fomentar essa prática. Com o recurso também foram contratados professores de música para fazer o acompanhamento das crianças. 
“Nós, como uma associação beneficente sem fins lucrativos, não teríamos recursos para comprar tudo isso, então esse trabalho nunca aconteceria, pois não poderíamos pedir aos pais uma vez que eles também não possuem essas condições. Então, graças a esse projeto do Banco do Brasil, se Deus quiser, no ano que vem nosso coral já estará se apresentando”, disse, emocionada, Iara Maria Felisberto, diretora do Lar Meimei. 
Para a entrega do cheque compareceram o superintendente estadual do banco Euzivaldo Vivi de Oliveira Reis, superintendente regional André Luis Rocha Pontes, o gerente de mercado do desenvolvimento social Juliano Miami, o gerente de relacionamento regional governo João Alexandre e o gerente de mercado do Agronegócios Luiz Paulo, além gerente geral da agência do Banco do Brasil da Rio de Janeiro, onde o projeto foi cadastrado, José Armando Rosa.
 “Essa mesma emoção que a senhora está sentindo, Iara, nós também estamos. É um momento de muita alegria de muita felicidade, de, uma forma ou de outra, nós podermos contribuir, do Banco do Brasil poder contribuir com um trabalho tão bonito como esse que vocês fazem aqui. Parabéns pelo trabalho, o que vocês constroem dentro de Fernandópolis é louvável e a gente quer contribuir sempre da forma que pudermos”, disse José Armando Rosa, gerente geral da agência do Banco do Brasil da Rio de Janeiro. 
Já o superintendente estadual do banco, Euzivaldo Vivi de Oliveira Reis, disse que colaborar com projetos do tipo é uma das principais missões do Banco do Brasil. 
“O Banco do Brasil tem uma missão oficial que é cuidar do que é valioso para as pessoas. Olhando assim parece uma missão muito ampla, mas essa amplitude é intencional. Tudo que é valioso para as pessoas é importante para o Banco do Brasil e o que vocês desenvolvem aqui por essas crianças é muito mais do que valioso, então nada mais justo do que estarmos presentes”, disse o superintendente estadual do banco Euzivaldo Vivi de Oliveira Reis. 
O voluntário responsável por inscrever o lar Meimei no projeto foi o bancário aposentado Walter Casari. 

 

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');