Fernandópolis registra três mortes em acidentes em dois dias

POLÍTICA - 19:56:14
Fernandópolis registra três mortes em acidentes em dois dias

A semana foi trágica em Fernandópolis. Em dois dias, foram registrados três acidentes com mortes. Foram dois acidentes de trabalho e um de trânsito no Trevo de Água Vermelha. As vítimas: Renato Antônio da Silva, 40 anos; Carlos Roberto Machado, 52 anos; e Rodrigo Alves Dionísio, 41 anos. 

A sequência trágica começou na segunda-feira, 11, por volta das 10h30, na Usina Alcoeste. De acordo com informações da polícia, testemunhas do acidente contaram que a vítima Renato Antônio da Silva, pediu para que a esteira de moagem fosse desligada porque o equipamento estaria travado. Depois de arrumada, a máquina foi religada e puxou o trabalhador. O operador de máquinas Jader Carlos Santos Silva, que estava próximo tentou salvar o colega de trabalho e acabou ferido. 
O caso foi registrado no 1º Distrito Policial como morte suspeita e acidente de trabalho. A polícia e o Ministério do Trabalho vão investigar o caso. A usina não quis se pronunciar sobre o acidente. O corpo de Renato Antônio da Silva foi sepultado em Pitangueiras, na região de Ribeirão Preto, cidade onde a vítima morava.
Menos de 24 horas depois, na madrugada de terça-feira, 12, a segunda tragédia. Carlos Roberto Machado, morador de Jales, morreu eletrocutado após receber um choque de aproximadamente 13 mil volts quando aguardava para descarregar o gado no Frigorifico Cofercarnes de Fernandópolis, na zona rural. 
De acordo com o boletim de ocorrência, o motorista foi ao frigorífico de caminhão levando uma carga de bois para serem abatidos. Como de costume, antes de entrar no pátio da empresa, o motorista estacionou o veículo para conferir a carga, mas não percebeu que havia parado o caminhão embaixo de uma rede elétrica de alta tensão.
Ao subir no caminhão, o motorista tocou nos fios de alta tensão e morreu na hora após receber uma descarga elétrica. O frigorífico informou em nota que o caso ocorreu fora das dependências da empresa e que a vítima é funcionária da transportadora contratada pelo produtor rural que vendeu os animais. Carlos foi sepultado em Jales.
A terceira tragédia, ocorreu na noite de terça-feira, 12, envolvendo professor de informática de Fernandópolis. Rodrigo Alves Dionísio, 41 anos. Ele morreu após colidir a moto que pilotava contra uma carroça de tração animal, que vinha na contramão pela alça de acesso do Trevo de Água Vermelha que liga a Rodovia Percy Waldir Semeghini à Rodovia Euclides da Cunha, sentido Estrela d´Oeste. Rodrigo que era professor de informática na rede municipal foi sepultado na quarta-feira em Fernandópolis. A Polícia investiga o acidente, já que o carroceiro fugiu do local após o acidente.  
Nessa mesma alça do Trevo, outro acidente fatal envolvendo motoqueiro ocorreu em novembro.

VEJA TAMBÉM

teste

Costa Azul turismo
ga('send', 'pageview');