Índice de chuva deixa Defesa Civil em “estado de atenção”

GERAL - 07:38:45
Índice de chuva deixa Defesa Civil em “estado de atenção”

Para levar mais tranquilidade e segurança para os moradores de Fernandópolis, a Defesa Civil Municipal intensificou seus trabalhos em decorrência das fortes e contínuas chuvas dos últimos dias, com suas equipes mobilizadas para atender eventuais chamadas da população, registradas pela equipe de Corpo de Bombeiros.
A quantidade de chuva registrada nos últimos dias foi de um acúmulo de 152,2 mm no pluviômetro instalado no Paço Municipal, nos demais pluviômetros no município o nível de chuva varia entre 100 mm e 130 mm. Os índices definem um "estado de atenção" que faz com que o Plano de Contingência municipal seja acionado.
Neste período, algumas ocorrências foram registradas pelo COMDEC, em todas elas a equipe da Defesa Civil esteve nos locais, verificando o acontecido. Nas últimas 96 horas foram sete ocorrências que variam entre quedas de árvores, infiltrações, quedas de pontes e até pequenos deslizamentos. Até o momento não há registros de vítimas.
OCORRÊNCIAS
No bairro Rosa Amarela uma casa foi interditada após apresentar frisuras e rachaduras de grau elevado, ocorridas com o excesso de água vindo de uma construção ao lado. Parte do imóvel precisou ser interdita. Já na área rural, divisa com Estrela D’oeste, uma ponte teve suas cabeceiras comprometidas pelo grande volume d’água do córrego ‘Santa Rita’. 
Uma equipe de engenheiros da Secretaria de Obras avaliou o estado da ponte e a Defesa Civil interditou a passagem, bem como também foi interdita uma ponte no Córrego do ‘Jagora’, que teve parte de sua estrutura comprometida.
A equipe também realizou, recentemente, a vistoria da Ponte no Córrego ‘Pádua Diniz’, na comunidade Rodeio, divisa de Fernandópolis e Macedônia. Há mais de seis anos a comunidade sofre com a referida ponte, que foi recentemente interditada. Através de um pedido da Defesa Civil Municipal, a Coordenadoria Estadual de São Paulo realizou uma vistoria no local para avaliar os danos e possível reconstrução da ponte, que será feita através de convênio com o Governo do Estado de São Paulo.
“No período de chuvas os moradores precisam ficar em alerta, porque se tratando de segurança todo cuidado ainda é pouco. Se alguém ouvir estalos, postes ou árvores inclinadas, curtos circuitos e inundações deve acionar os bombeiros pelo 193. Já em  casos de lâmpadas apagadas em vias e praças públicas a população pode ligar para a Ouvidoria Pública Municipal, pelo 0800 772 4550, das 8h às 17h”, explica o coordenador da Defesa Civil, Edmar de Oliveira.

 

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');