O VÔO DE DÓRIA, O GESTOR QUE VIROU POLÍTICO

ARTIGOS - 17:18:54

O atual prefeito de São Paulo, João Dória, rasgou a carta compromisso de cumprir integralmente o mandato para o qual foi eleito em primeiro turno na maior cidade do País. O gestor que surfou como novidade nas eleições de 2016, agora já tem casca de político. Ele deixa a prefeitura nas mão do neto do ex-governador Mário Covas, Bruno Covas, e vai alçar voo para o Palácio dos Bandeirantes onde os tucanos são inquilinos desde 1995. E lá se vão 23 anos.

Dória, a exemplo da eleição em São Paulo, levou a prévia do PSDB no primeiro turno, com quase unanimidade. De Fernandópolis, o neo-tucano saiu com 98% do apoio dos filiados. Dória obteve 98 votos, contra 5 de Floriano Pesaro, 3 de José Anibal e 1 voto de Felipe D’ AVila. Votaram na prévia de Fernandópolis os filiados do PSDB dos municípios de: Pedranópolis, Meridiano, Macedônia, Mira Estrela, Indiaporã, Ouroeste, Guarani d’ Oeste, Populina, Estrela d’ Oeste, São João das Duas Pontes, Turmalina e Fernandópolis.
No Estado, Dória garantiu a indicação do partido com 11.993 votos. Contra 1.101 de Floriano Pesaro, 993 de Felipe D´Avila e 901 de José Anibal. Foram 35 votos nulos.
Com essa decisão, o PSDB já tem candidato ao governo do Estado. João Dória, atual prefeito de São Paulo deve se desincompatibilizar do cargo, passando a função para o vice, Bruno Covas, neto do ex-governador Mário Covas. 
Dória, ao contrário da novidade na eleição na capital, agora já adquiriu hábitos políticos e também ergueu seu telhado de vidro. E a concorrência já começou estocar as pedras. Ou seja, Dória não terá “céu de brigadeiro” neste próximo voo. 

Bate pronto

  ULTIMOS DIAS - O governador Geraldo Alckmin, que deixa o governo do Estado em 6 de abril para ser candidato a presidente da República pelo PSDB, está cumprindo maratona de visitas pelo Estado e assinando pencas de convênios nos últimos dias como governador. Ele deverá aterrissar em Fernandópolis nos próximos dias. Na agenda, inauguração da Escola Municipal Profa. Aurea Ravely Bayone no Parque Universitário e anuncio da liberação das obras para desobstruir a Avenida Marginal Luiz Brambati defronte a subestação da Elektro. Como a agenda é divulgada com um dia de antecedência, a visita pode ocorrer ainda no decorrer desta semana. A conferir....

  REDES SOCIAIS -  O prefeito André Pessuto marcou presença nas redes sociais esta semana. Ao lado do vereador João Pedro Siqueira no Palácio dos Bandeirantes onde assinou convênio de R$ 200 mil para compra de ambulância e van para a Saúde, emenda da deputada estadual Analice Fernandes. Em outro post, o prefeito anunciou o fim de um drama: “O DER - Departamento de Estradas e Rodagem -  aprovou o nosso Projeto para o prolongamento da Av. Marginal Luiz Brambatti. Pavimentação, Drenagem e Iluminação, o que vai facilitar e muito a vida dos moradores do Redentor e Paulistano. O convênio deve ser assinado em breve pelo nosso governador Geraldo Alckmin”, escreveu. Os deputados Fausto Pinato e Gilmar Gimenes, ex-parceiros, trataram de gravar vídeo separadamente para divulgar o feito.

  MATANDO SAUDADES – Ricardo Franco de Almeida quer matar saudade da Tribuna do Palácio 22 de Maio Prefeito Edison Rolim que ele ocupou por longo tempo como vereador, presidente do Legislativo e assessor jurídico. Ele ingressou com requerimento para o uso da Tribuna Livre, para discorrer sobre assuntos referentes ao relato e discussão das atividades da atual Administração Municipal, bem como à atuação desta Câmara Municipal. Ricardo Franco de Almeida, depois de alguns anos no ostracismo, voltou à política tendo sido candidato a prefeito na última eleição, onde obteve pouco mais de três mil votos. A ida de Ricardo à Câmara deve ocorrer nas primeiras sessões de abril. 

  DEU NO DIÁRIO DA REGIÃO – “A Procuradoria Geral do Estado de São Paulo entrou com ação de inconstitucionalidade contra lei de Ibirá que permite reajuste de salários de vereadores anualmente, com base na inflação. A ação aponta que apenas os servidores podem ter revisão anual de salários”. Em Fernandópolis, é bom lembrar, prefeito, vice-prefeito e vereadores se beneficiam da revisão anual de salários concedida aos servidores com base na inflação. Esse ano não houve a correção porque os servidores não tiveram reajuste. 

Claudemir Cabreira

Claudemir Cabreira

Jornalista. 

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');