Comarca perde 6,2 mil eleitores após revisão biométrica

POLÍTICA - 17:49:48
Comarca perde 6,2 mil eleitores após revisão biométrica

Maria Isabel Borges de Ouroeste e Odair de Meridiano madrugaram na terça-feira, 27, para fazer o cadastramento biométrico. Os dois chegaram praticamente juntos, às 4h40, ao Cartório da 302ª Zona Eleitoral em Fernandópolis que atende os eleitores de Ouroeste, Indiaporã, Guarani d´Oeste, Macedônia, Meridiano e Pedranópolis.  Enfrentaram chuva e longa espera, de mais de quatro horas até abertura do Cartório. Era o último dia para o cadastramento biométrico obrigatório nos municípios da Comarca. Atrás deles, a fila dobrava quarteirão. Era o retrato típico do brasileiro que deixa tudo para a última hora.

O Chefe do Cartório da 302ª Zona Eleitoral Eder de Souza Borges lembrou que o cadastramento biométrico vem sendo realizado desde 2015 e tornou-se obrigatório a partir de março de 2017. “Os eleitores tiveram um ano para procurar o cartório e realizar o cadastramento biométrico. Nos últimos dois meses, o cartório ficou vazio. Somente nos últimos cinco dias houve essa procura obrigando a distribuição de senhas. Ai o pessoal reclama ter que esperar para ser atendido”, explicou. 
De acordo com a atualização do site do TSE – Tribunal Superior Eleitoral na quinta-feira, 29, dois dias após o fechamento do cadastramento biométrico, veio a confirmação que já era prevista meses atrás. Mais de 6 mil eleitores (veja quadro), não compareceram para o cadastramento biométrico e terão os títulos cancelados, ou seja, não poderão votar nas eleições de outubro.
No entanto, esses eleitores ainda não sofrerão as consequências de ter outros documentos cancelados como CPF ou perder benefícios. A partir de novembro eles poderão procurar o Cartório Eleitoral, pagar a multa de R$ 7,02 e regularizar o título. 
Entre as cidades da comarca, Meridiano foi a que menos cadastrou eleitores. Apenas 67,2% dos eleitores cumpriram a convocação. Isso significa que 1.272 eleitores tiveram o título cancelado. Esse número é maior que o total de eleitores biometrizados em Guarani d´Oeste.  O melhor desempenho no cadastramento foi de Ouroeste, com 75,3%. 
De um total de 22.684 eleitores cadastrados na Comarca, 16.495 compareceram ao Cartório e fizeram o cadastramento. Ausentes foram 6.189, ou seja, 27,2% do eleitorado, 
Para os eleitores de Fernandópolis, a revisão biométrica é facultativa. Será obrigatória para as eleições de 2020. O eleitor, contudo, pode agendar o cadastramento pelo site do TER e realizar o procedimento sem espera. O radialista Ivan Gomes fez o cadastramento pelo site e agendou o dia e a hora para o cadastramento biométrico. “No dia agendado compareci e fui rapidamente atendido, sem perder tempo. Foi muito rápido”, comentou. 
Até quinta-feira, o site do TRE registrava que 16.984 dos 52.001 eleitores cadastrados na cidade já realizaram o cadastramento. Isso representa 32,6% do eleitorado.

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');