Índices apontam queda da violência em Fernandópolis

POLÍCIA - 20:06:15
Índices apontam queda da violência em Fernandópolis

Fernandópolis fechou o primeiro trimestre do ano (janeiro, fevereiro e março) com queda drástica dos índices de violência na comparação com igual período do ano passado. Os números constam de relatório divulgado esta semana pela Secretaria da Segurança Pública.  

Nesta mesma semana, o Instituto Sou da Paz divulgou o Índice de Exposição a Crimes Violentos que coloca Fernandópolis como a cidade com menor exposição a crimes letais da região. A cidade completou 15 meses sem registro de homicídio doloso.
O relatório da Segurança Pública com os números do primeiro trimestre do ano aponta que a queda mais significativa é de ocorrências de furto de veículos. Foram 9 ocorrências no primeiro trimestre deste ano contra 33 no ano passado, queda de 72,7%. No caso de furtos, a queda chegou a 41%, caiu de 244 casos em 2017 para 144 casos este ano. No registro de roubo, queda de 50% este ano. 
Os números confirmam a avaliação do delegado seccional de Fernandópolis, Oreste Carósio Neto em entrevista ao CIDADÃO na edição passada. 
“A queda acentuada dos índices de violência se dá em face de termos o privilégio de vivermos em uma cidade ordeira e organizada, e dispormos de duas polícias atuantes e eficientes, que cumprem dignamente as suas atribuições legais. Outro ponto importante a ser destacado é que nos últimos anos houve por parte das polícias investimentos em inteligência. Hoje as policias agem em determinados casos já possuindo informações necessárias para o êxito da diligência. Esses dados demonstram o eficiente trabalho executado pelas policias”, destacou.
Na quinta-feira, a divulgação do IECV - Índice de Exposição a Crimes Violentos confirma que os fernandopolenses estão menos expostos à violência. O levantamento, feito pelo Instituto Sou da Paz, entidade que combate a violência urbana, leva em conta o número de crimes letais, sexuais e contra o patrimônio.
Das 138 cidades do Estado analisadas, todas com mais de 50 mil habitantes, Fernandópolis, na região, foi a que melhor posição obteve no ranking. A cidade reduziu o índice de 19,4 em 2016 para 11,7. 
O Ranking de Exposição a Crimes Violentos das cidades do estado de São Paulo foi desenvolvido pelo Instituto Sou da Paz, em parceria com o Estadão. 
O índice considera crimes letais, sexuais e contra o patrimônio, e o ranking permite a comparação da vulnerabilidade da população a esses crimes – tanto entre municípios quanto ao longo dos anos. As cidades com menores índices significam mais segurança. 


MORTES NO TRÂNSITO

Dois acidentes fatais de trânsito na área central de Fernandópolis, no entanto, mostram a violência no trânsito. Com duas mortes, o mês de abril vai contribuir para aumentar o número de mortes este ano. De janeiro até agora, já são computadas cinco mortes por acidentes de trânsito. 
Em três dias, foram dois acidentes no centro da cidade. O primeiro acidente ocorreu na noite de sexta-feira, 20, e vitimou o motoqueiro Marcelo Junio Dutra de Souza, 34 anos. O acidente ocorreu no cruzamento da Avenida dos Arnaldo com a Rua Pernambuco, área central. Socorrido pelo Samu, o rapaz chegou a ser transferido para São José do Rio Preto, mas acabou falecendo no domingo e foi sepultado na segunda-feira em Fernandópolis.
Na segunda-feira, 23,  pela manhã, na Rua São Paulo, ao lado da Igreja Matriz, no Terminal Urbano, um ônibus da empresa Jauense que opera o transporte coletivo de passageiros acabou atropelando o idoso Antônio Aparecido Rodrigues, de 85 anos. O acidente ocorreu no terminal rodoviário do centro. O idoso teria se desiquilibrado quando a circular fazia manobras no local.

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');