Vereador diz que estão tentando puxar o seu tapete

POLÍTICA - 20:09:22
Vereador diz que estão tentando puxar o seu tapete

O vereador Aparecido Moreira da Silva, mais conhecido como Cidinho do Paraíso (PR) esteve envolvido essa semana em um imbróglio que pode custar seu mandato na Câmara Municipal. Ele foi desfiliado do partido pelo qual foi eleito e filiado a outro fora da janela partidária.  

De acordo com o vereador, tudo começou quando ele decidiu se candidatar a deputado federal pelo PR. Segundo ele, há cerca de dois meses ele foi à sede do partido em São Paulo para definir essa situação. Desde então o diretório do partido iniciou um monitoramento de sua situação cadastral, quando no último dia 14 descobriram que ele não estava mais filiado ao partido. 
“O jurídico do PR ligou para a assessoria da Câmara e disse que eu não estava mais no partido e sim no PEN aí eu fiquei me perguntando: como? Como, se eu não saí do PR e muito menos me filiei a outro partido. Não posso ficar julgando, mas se não foi um erro do sistema, foi uma tremenda cachorrada e a polícia vai descobrir quem fez”, disse. 
Logo que tomou ciência, Cidinho procurou o cartório eleitoral, a Justiça e a Polícia Federal, para que se apure o que ocasionou o imbróglio. E não é por menos. Apesar de parecer algo simples, a filiação do vereador a outro partido fora da chamada janela partidária, poderia configurar infidelidade partidária, motivo pelo qual o PR poderia requerer a vaga pertencente ao vereador.  
“Tem hora que dá vergonha de ser político. A gente tenta sempre trabalhar em favor da população e aí vêm essas pessoas e tentam puxar o tapete da gente. Uma pessoa dessa não pensa no bem de Fernandópolis, mas apenas em si mesma. Mas eu não vou abaixar a cabeça, continuarei votando e trabalhando em favor do povo”, concluiu Cidinho.  
A Justiça Eleitoral ainda não se posicionou sobre o caso e o PR também não sinalizou a possibilidade de requerer a vaga até que tudo seja esclarecido. 

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');