Univesp abre inscrições de vestibular com 200 vagas para Fernandópolis

ARTIGOS - 22:27:41

Promessa cumprida. O próximo vestibular da Univesp - Universidade Virtual do Estado de São Paulo para preencher vagas para o segundo semestre, já oferece 200 vagas para Fernandópolis para os cursos de Engenharia da Computação, Engenharia de Produção, Licenciatura em Matemática e Tecnólogo em Gestão Pública. São 50 vagas para cada curso.

A criação do polo da Univesp em Fernandópolis foi anunciada na semana passada pelo prefeito André Pessuto e pelo presidente do PSB Renato Colombano que teve o pedido atendido pelo governador Márcio França.  
O edital do vestibular com abertura das inscrições foi publicado na segunda-feira, 21. As inscrições pelo site da Vunesp (www.vunesp.com.br - link “Univesp- Processo Seletivo 2º Semestre 2018”) vai até 19 de junho. 
Os cursos são totalmente gratuitos. As provas serão realizadas no dia 08 de julho, às 14h, de forma presencial nas cidades que englobam diversas regiões do Estado de São Paulo. 
Os cursos são realizados em Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), plataforma on-line na qual os estudantes desenvolvem atividades acadêmicas, que incluem assistir a videoaulas, acessar material didático, bibliotecas digitais e tirar dúvidas do conteúdo com tutores. Já os polos são espaços físicos onde os alunos contam com infraestrutura (computadores, impressoras e acesso à internet) e realizam atividades como provas e discussões em grupo. Em Fernandópolis, o polo da Univesp vai funcionar na Etec Professor Armando José Farinazzo para os encontros presenciais.

Bate pronto

  HOMENAGEM – A Prefeitura de Fernandópolis vai realizar neste sábado, às 9h30 na Praça Joaquim Antonio Pereira evento para homenagear as Forças de Segurança do Município (Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, Conseg e Tiro de Guerra) pelo trabalho que levou Fernandópolis e ser incluída no grupo das 10 cidades do Estado de São Paulo onde a população tem menor exposição à violência. No ato devem estar presentes o comandante do CPI-5 e o diretor do Deinter. 

  MAIO AMARELO - Em Fernandópolis, são 17.372 motos e motonetas que disputam espaço no trânsito da cidade com outros 40 mil veículos. Os motoqueiros acabam sendo as maiores vítimas neste conflito. Só no ano passado, segundo dados do Infosiga – Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, Fernandópolis registrou em sua malha territorial quatro acidentes que resultaram na morte de seis pessoas. Este ano, de janeiro a abril, a cidade já registrou uma morte de motoqueiro na área urbana.

  MAIO AMARELO II - Diante desses dados, a Secretaria Municipal de Trânsito em parceria com o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito e duas empresas revendedoras da moto da cidade, Honda e Yamaha realizará duas blitze de orientação e distribuição de brindes aos motociclistas. A primeira será na segunda-feira, 28, na revenda Honda, e a segunda, na terça, 29, na Yamaha. Segundo o secretário de trânsito Ederson José da Silva, a ação que faz parte do “Maio Amarelo” de prevenção a acidentes, vai ocorrer das 9 às 17 horas.

  CASAS POPULARES - O ministro das Cidades Alexandre Baldy, que passou por Fernandópolis no final de semana, anunciou 1.514 casas do programa Minha Casa Minha Vida para a região, das quais 219 para Fernandópolis. São 13 municípios que foram selecionados pelo programa do governo federal.  As propostas selecionadas são da Faixa 1, ou seja, que atende famílias com renda mensal de até R$ 1,8 mil, com subsídio de até 90% do valor do imóvel.  É o primeiro passo do processo anunciado em ano de eleição. Os próximos passos é que são eles.

  CASAS POPULARES II – Só para lembrar: 219 também é o número de moradias da CDHU anunciadas em 2016, ano de eleição, pelo então secretário da Habitação Rodrigo Garcia. A área, há muito foi destinada pela Prefeitura para receber o projeto e fica ao lado da Conjunto Jayme Leone. Do anúncio, que vai completar dois anos no mês que vem, até agora não foi assentado um tijolo. A justificativa é que a licitação foi suspensa judicialmente e o processo não avança. Como estamos em ano de eleição, qualquer novidade só deve vir a partir do ano que vem.

 

Claudemir Cabreira

Claudemir Cabreira

Jornalista. 

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');