Triatleta de Fernandópolis vai disputar o Mundial de Triathlon na Eslováquia

ESPORTE - 22:32:41
Triatleta de Fernandópolis vai disputar o Mundial de Triathlon na Eslováquia

Mãe, esposa, engenheira e triatleta. Esta é Tais Semenzati Marson que está de malas prontas para embarcar quarta-feira, 30, para disputar o Campeonato Mundial de Triathlon no domingo, 3 de junho, na cidade de Samorin, na Eslováquia.

Nesta sexta-feira, em entrevista à Rádio Difusora e ao jornal CIDADÃO, Tais contou detalhes de sua participação nesta prova de meia distância, onde começará nadando 1.900 metros, depois vai pedalar por 90 km e terminará a prova correndo mais 21 quilômetros.
Tais treina há quatro anos com apoio de uma assessoria esportiva de Rio Preto, a Outdoor, e garantiu a vaga para o mundial na prova que disputou no ano passado em Brasilia. “Para ir para o Mundial sabia que precisava estar no grupo das seis primeiras colocadas. Eu consegui a classificação. Este ano repeti a prova, mais como preparação para o mundial e, novamente consegui a classificação. Só que optei por ir para o mundial este ano”, relatou
Ela viaja sem expectativa de troféu no Mundial. “Na minha categoria, são 50 mulheres, seis brasileiras, todas estão preparadas para a prova. Sou uma atleta nova no esporte”, destacou. Ela justifica que vai chegar a Eslováquia na quinta-feira, 31, e vai ter pouco tempo até para se adaptar ao fuso horário, que é de cinco horas. 
Tais já pesquisou detalhes da prova, condições do tempo, para acelerar a adaptação. Ela sabe que nesta época a temperatura na Eslováquia gira em torno de 17 a 22 graus. A preocupação é com a prova de natação que será disputada no Rio Danúbio com a temperatura da água em 18 graus. “Acho que será mais difícil, porque nunca nadei em água tão gelada. Na parte da corrida a temperatura vai estar em 25 graus, mas isso tiro de letra porque treino aqui em temperaturas mais elevadas”, aponta. 
Apesar da vida puxada de mãe, esposa e profissional, Tais relata que consegue manter uma rotina diária de treinos. Para dar conta de tudo, começa o treinamento às 5h30 da manhã.
“Eu agradeço muito minha família, são treinos diários, cansativos e só com o apoio dos filhos, do meu marido, a compreensão dos meus pais é que cheguei aqui. Isso fez grande diferença. Agradeço também a Afercam, aos atletas, pelo incentivo. Isso tudo é gratificante, representar a cidade e com isso representar muita gente que tem esse sonho de estar lá. Agradeço muito ter condições de disputar essa prova”, disse emocionada.  O marido, Guto Marson, acompanha a esposa/triatleta na prova na Eslováquia.

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');