Um sonho de bailarina

CADERNO VIVA - 09:13:10
Um sonho de bailarina

Era uma vez... Uma menina que sonhava em ser bailarina!  Desde criança ela dançava, e dançava na frente do espelho com roupas coloridas. A menina era muito extrovertida e não tinha medo nem vergonha de sair dançando por aí. Ela gostava muito de imitar as coreografias que apareciam na televisão. A menina dançava de tudo um pouco: samba, axé, hip hop e até dança de salão! 

Sim, ela dançava junto com suas bonecas! Seu quarto era uma festa, uma discoteca! Ela ligava o rádio pela manhã e ficava lá, rodopiando até ao meio dia. Depois ela almoçava, dormia um pouquinho, sonhava que estava dançando e já acordava cantando!
O trecho acima do poema “A menina que sonhava em ser bailarina”, de Elisa Pacheco, resume bem a história de uma pequenina fernandopolense. Moradora do bairro Ana Luiza, zona sul da cidade. Ayshila Fernandes dos Santos, que completa cinco anos hoje, 23. 
Dona de um sorriso encantador e de uma personalidade forte, a garota, assim como o eu lírico de Elisa, carrega o sonho de ser bailarina, ou de “bailar”, como ela mesmo fala, ainda meio enrolado por causa da chupeta. 
Ela é filha de Karina, que é uma das responsáveis pelo setor de limpeza da Santa Casa de Fernandópolis. Seu pai Weligton, está desempregado e a única fonte de renda da família, que ainda conta com o irmãozinho de Ayshila, o pequeno Natan, vem do salário de Karina e dos bicos que os dois fazem por fora. 
“Graças a Deus não falta nada em casa, a gente passa apertado, mas sempre dá um jeitinho. Só que qual mãe não quer ver seu filho realizar o sonho. Fico muito mal em não poder fazer isso por ela”, disse Karina. 
Vendo a angustia da filha e o sonho da neta, a avó de Ayshila, dona Dejanira, decidiu agir. Ela foi até a recepção da Rádio Difusora, explicou a situação, e fez um pedido. “Infelizmente eu também não tenho condições. Então se alguém pudesse doar pelo menos a roupinha de bailarina usada, ela ficaria muito feliz”, explicou ela à recepcionista da emissora. 
A equipe da Difusora iniciou então uma campanha por meio de seus microfones e em poucas horas veio a resposta. A primeira parte deste sonho seria realizado. Nilva Lourenço França, ouvinte fiel do programa Rotativa no Ar e costureira se ofereceu para fazer a roupa especialmente Ayshila. 
“Fiquei muito feliz em poder ajudar. É algo que para gente parece simples, mas para ela vai fazer toda a diferença em sua vida. Ver aquele sorrisinho lindo ao colocar a roupinha fez meu dia muito mais feliz”, disse Nilva. 
Vendo a ação da mãe, a filha de Nilva, Dirlaine Beatriz França, também decidiu ajudar e doou para a garota a meia e a sapatilha, deixando assim o traje completo. 
“Vocês não sabem o quanto ficamos felizes. Ela, é claro, pelo presente e eu por ver o sonho dela se tornando realidade. Quero agradecer de coração a todos os envolvidos”, completou Karina, mãe de Ayshila. 
SONHO INCOMPLETO 
Mas a rádio Difusora e o Jornal CIDADÃO não se contentaram em realizar apenas parte do sonho de Ayshila. Ainda faltava o mais importante: lapidar a pequena joia para que ela se transforme de fato em uma bela bailarina. 
Foi então que nossa equipe entrou em contato com a empresária e professora de balé Mary Santo, da academia Bio Ritmo. Ela se sensibilizou com a história de Ayshila e decidiu oferecer a ela uma bolsa de um ano em sua academia para que a garota possa aprender a dançar com profissionais capacitados. 
“Ficamos felizes em fazer parte da realização desse sonho. Ela receberá todo nosso acompanhamento para que se torne uma excelente bailarina”, disse Mary. 
SURPRESA 
Mas Ayshila ainda não sabe disso. Ela receberá o presente de seus sonhos durante a sua festinha de aniversário hoje à noite. Aliás, a entrega do presente será transmitida ao vivo pela página oficial do Jornal Cidadão no Facebook, a partir das 20h30. 

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');