Bastidores

ARTIGOS - 08:35:38

A REPORTAGEM...

do “Fantástico” mostrando premiação de autoridades municipais, em Recife-PE, revelou a desfaçatez de gente que se julga muito esperta para ganhar dinheiro. Porém, ao incluir entre os homenageados um jumento, os promotores do evento contribuíram para desmoralizar ainda mais a já desgastada imagem dos agentes públicos.

TRISTEMENTE...

na lista dos laureados encontramos o nome de uma fernandopolense, cuja participação virou chacota nas redes sociais. Trata-se de Marcia Cristina Fonseca Domiciano, secretaria municipal de Educação do município de Fernandópolis, classificada em 29º lugar no certame, conforme levantamento da UBD – União Brasileira de Educação.

E QUEM...

é a UBD? No Google existe um nome próximo da nomenclatura: Ubea - União Brasileira de Educação e Assistência, instituição beneficente de assistência social, comunitária, filantrópica, sede em Porto Alegre, com cursos de Graduação e Pós-Graduação.

PELAS...

palavras do responsável pela empresa dos diplomas “Destaque do Ano” para prefeitos, secretários municipais e vereadores, é difícil acreditar que UBD e Ubea sejam a mesma coisa. Ele disse na televisão que a homenagem ao jumento era justa, que não se “envergonhava”, pois o asno “carregou Jesus”.

INDIGNADOS...

 fernandopolenses, ridicularizados com o triste fato, procuravam saber logo na segunda-feira: 1- o prefeito foi consultado sobre a premiação? 2-procurou se informar sobre o cadastro da empresa promotora do evento? 3- a prefeitura pagou as despesas de viagem da secretaria, e o custo da medalha? 4-as despesas foram empenhadas na contabilidade?5- foi verba de Gabinete, ou da Educação?

NA...

quinta-feira, o poder público deu algumas explicações, lavrou B.O na Polícia e admitiu ter sido lesado pela UBD. Os questionamentos que o CIDADÃO fez não foram respondidos (até o fechamento da Coluna), e eles se fazem necessários, visto que todas as viagens do prefeito, vice, secretários e assessores são bancadas pela prefeitura, quando estão a serviço do município. A premiação realizada na capital pernambucana, ao que parece, não teve pauta de trabalho.

SE...

a promoção “diploma de mérito”, que ficou famosa ao premiar até um jumento, usar como modelo o manjado premio de “Consagração Pública”, que vive faturando incautos comerciantes de Fernandópolis, pode apostar caro leitor: a administração municipal entrou, mais uma vez, numa fria. Pura picaretagem.

A TAL...

“Consagração Pública”, “elege” de 30 a 50 comerciantes, através de meia dúzia de questionários entregues para comerciárias votantes. Primeiro, o resultado é oferecido ao estabelecimento comercial “melhor classificado”, que se não concorda em pagar o jantar, o diploma e outras despesas, a fila anda, e os promotores vão baixando a classificação até encontrar quem queira aparecer. Já alertamos a ACIF sobre a fraude.

 

 

 

 

Alencar Cesar scandiuzi

Alencar Cesar scandiuzi

Jornalista e Radiodifusor

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');