Os perigos da alta ou baixa concentração de potássio no sangue.

ARTIGOS - 08:27:00
Os perigos da alta ou baixa concentração de potássio no sangue.

Presente em diversos alimentos, o potássio é um mineral muito importante para o corpo, responsável pela transmissão dos impulsos nervosos, contração muscular e o bom funcionamento de órgãos como, por exemplo, o coração e os rins. Valores considerados normais de potássio no sangue variam de 3,5 a 5 mililitros por milímetro cúbico de sangue e tanto a sua falta como o seu excesso, podem ocasionar arritmias cardíacas e morte súbita.

Alguns sintomas como a fraqueza muscular, câimbras, constipação, e fadiga podem indicar afalta de potássio no sangue (hipocalemia). Já níveis elevados desse mineral(hipercalemia) possuem relação direta com a frequência cardíaca, afetando também o sistema nervoso e em casos mais graves, pode ocasionar paralisia ou dificuldade para mover membros do corpo.

Diversos fatores contribuem para que haja um desequilíbrio no nível de potássio no sangue e somente uma análise laboratorial é capaz medir com precisão a concentração desse mineral no organismo. Se identificada a hipocalemia ou a hipercalemia, o médico irá indicar para o paciente o tratamento mais adequado, que deverá ser seguido à risca.

Geralmente casos de hipocalemia (quando o nível de potássio é menor que 3mEq/L) são tratados com a reposição do potássio diluído e administrado de forma lenta e gradual para que não resulte em hipercalemia.  Para os casos de hipercalemia (quando o potássio em soro é superior a 5,0 mEq/L) existem diversas metodologias, sendo assim, o tratamento é realizado de acordo com o quadro clínico de cada paciente. A orientação médica nesse processo é essencial, pois qualquer erro pode ser fatal.

Laboratório Paulista

Laboratório Paulista

Av: Amadeu Bizelli - 1409 - Centro - Fernandópolis 

FONE: 17 - 3442 - 3002

www.laboratoriopaulista.com.br

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');