“Minha matéria preferida é matemática”, diz aluna que venceu concurso literário

CADERNO VIVA - 19:17:10
“Minha matéria preferida é matemática”, diz aluna que venceu concurso literário

Não é de hoje que se fala da qualidade do ensino na rede pública municipal. Os excelentes resultados colhidos ao longo dos últimos anos não apenas nas avaliações técnicas do MEC – Ministério da Educação – como também em dezenas de concursos e testes realizados pela iniciativa privada e pública deixam isso cada vez mais evidente. No exemplo mais recente, uma fernandopolense ganhou uma viagem para Alemanha após escrever um poema e é a história que CIDADÃO foi conhecer. 

Marcela Canteli Boiago, é aluna do 5º ano do ensino fundamental da EMEF ‘Coronel Francisco Arnaldo da Silva’. Com a obra ‘Desejos de Criança’, sob a supervisão da professora Daiane Cristina Satim, ela competiu com crianças de todo país e conquistou o primeiro lugar no  Concurso Literário ‘Faça Parte Dessa História’, promovido pelo FNDE - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. 
“Foi uma surpresa muito legal, na verdade demorou muito para cair a ficha. Fomos para a Bienal e então ficamos sabendo também que eu iria para a Alemanha participar de uma feira que existe há mais de 500 anos em Frankfurt. Estou muito ansiosa”, disse a menina em entrevista ao CIDADÃO e a Rádio Difusora.   
Marcela, assim como os demais alunos de sua sala foi inscrita no concurso por sua professora, Daiane Cristina Pereira Satin. 
“Minha professora nos inscreveu e pediu para que toda a nossa classe fizesse um poema ela então selecionou dois, o meu e o da minha amiga, depois colocou a gente para melhorar ele, apontando palavras que poderiam ser substituídas. Após a correção, ela mandou o meu poema e o da minha amiga para a dona Natália, nossa diretora, e a dona Cléo, coordenadora, e elas escolheram o meu para representar a escola”, contou a aluna. 
Aluna dedicada, Marcela sempre se destacou em sala de aula, garante a direção da escola. Mas apesar do excelente resultado, ela confessa que ao contrário que se poderia imaginar, sua matéria preferida na escola não é a língua portuguesa. 
“Minha matéria preferida, preferida mesmo é matemática”, disse Marcela com o rosto corado. “Mas eu sempre gostei também da língua portuguesa e o concurso me incentivou muito mais a ler a realmente me apaixonar pela língua portuguesa”, completou. 
Segundo Tânia Cristina Canteli Boiago, mãe de Marcela, o resultado foi gratificante e comprovou que há de fato ensino de qualidade na rede pública 
“O ensino público é excelente, basta ter um bom professor, e a Daiane dispensa comentários, pois é uma profissional que está sempre incentivando seus alunos, dedicada e muito atenciosa. Mas além de um bom professor é necessário ter a dedicação do aluno, ou seja, é um conjunto e devido a esse concurso eu tive a certeza de que há excelentes professores no ensino público e excelentes alunos, basta querer e ter força de vontade”, disse. 
Daiane, por sua vez, afirma que tudo que faz em sala de aula é por amor a sua profissão e que a cada bom resultado de seus alunos percebe que está cumprindo a sua missão. 
“Eu sou para os meus alunos a professora que eu quero que os meus filhos tenham. Então é uma satisfação imensa saber que o que eu planejei para os meus alunos estou conseguindo alcançar e que eles estão saindo pessoas melhores da sala de aula. A princípio também não foi a profissão que eu escolhi, mas comecei a trabalhar na área, me encantei e descobri que nasci para isso”, concluiu a professora. 
Já para a diretora do colégio, o resultado de Marcela prova o quão a relação   família/escola pode ser positiva para o desenvolvimento do aluno. 
“Essa parceria entre a família e a escola sem dúvida resulta no sucesso e estamos agora provando isso. A família da Marcela é sempre presente, sempre estão aqui na escola, participam de reuniões. Provamos também que temos excelentes professores na rede pública e a Daiane é um exemplo disso”, concluiu Natalia Dante.

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');