Bastidores

ARTIGOS - 10:38:49

A CONFIRMAÇÃO...

da inauguração de uma filial da Havan em Votuporanga, anunciada para março do próximo ano pelo dono da rede varejista, mexeu com os brios dos fernandopolenses. Loas a Meidão, vereador votuporanguense “padrinho da conquista”, como o próprio propaga; e críticas, muitas críticas aos nossos políticos, principalmente nas redes sociais.

COM...

todo respeito ao trabalho do veterano vereador, e às sugestões locais para que nossos vereadores seguissem o exemplo de perseverança de nossos vizinhos, é preciso entender que os empresários, logo após as manifestações de afagos e badalações os políticos, vão direto aos números, ou seja, ao potencial sócio-econômico das cidades.

E CONVENHAMOS...

há muito tempo fomos superados por Votuporanga. Juízo na política em busca da paz e muito trabalho seqüenciado (dois prefeitos para 16 anos de administração) resultaram em crescimento, e a cidade vive um período de invejável progresso até no futebol, que vive expectativa de conquistar o inédito título da Copa Paulista. Para Luciano Hang, Votuporanga é uma cidade bonita,uma cidade que não é pichada, “ e vocês têm pessoas do bem”.

JULIO...

Semeghini disse certa vez numa entrevista ao responsável pela Coluna, que a diferença entre as duas cidades é que em Votuporanga, fechada a urna e contados os votos, os políticos esquecem as rusgas da campanha e todos trabalham pela cidade. É preciso dizer o que acontece em Fernandópolis?

QUANDO...

começou o mandato, André Pessuto saiu pregando que ia pacificar a cidade. Até tentou. Em reunião com lideranças, ergueu a bandeira da paz e bradou: “Fernandópolis – agora unida para viver uma nova história”. O desejo do prefeito não se materializou.

PESSUTO...

fez alianças perigosas para vencer a eleição. Como não tinha recursos para a bancar a campanha,nem grupo político,  assumiu compromissos que jamais poderia cumprir.Tornou-se refém,está com o mandato  nas mãos, mas seu governo é dividido,  compartilhado com outras lideranças, dentro e fora da prefeitura.Nada na política é dado.

SE...

rarefez na medida que não se impôs à altura, como no caso do funcionário que dispensou às 10 da manhã, e foi obrigado a readmiti-lo no mesmo dia por “ingerência política”. Um desgaste desnecessário que poderia ter sido evitado.

AGORA...

pede socorro para formar um Grupo de Trabalho. É válido, mas exige cautela. Não pode insistir em nomes manjados, como aqueles que deram cobertura a Luiz Vilar, permitindo que o ex-prefeito quebrasse a FEF e deixasse um rombo nos cofres da prefeitura. Os longa manus estão por aí, à espera de mais uma boquinha.

 

 

 

Alencar Cesar Scandiuzi

Alencar Cesar Scandiuzi

Jornalista e Radiodifusor

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');