Acif pede revisão e diz que elevação de taxas e IPTU é “absurda”

GERAL - 09:57:18
Acif pede revisão e diz que elevação de taxas e IPTU é “absurda”

Mateus Morales, presidente da Acif

A Acif – Associação Comercial e Industrial de Fernandópolis – engrossou o coro de protestos contra o aumento de taxas e do IPTU. Em nota divulgada nesta segunda-feira, a entidade considera “uma elevação absurda do valor da tributação em relação ao ano passado, uma alta que impacta diretamente na sociedade civil e nas empresas”, aponta Mateus Morales, presidente da Acif .

Segundo ainda a nota, o melhor caminho é encontrar soluções legais para que não haja boicote nos pagamentos ou questionamento judicial. "São dois tributos distintos, é possível questionar também esse desmembramento. Houve um excesso nas tarifas, principalmente da fiscalização e de lixo. Se fossem divulgados os valores antes, esses reajustes não passariam pela aprovação da sociedade fernandopolense", enfatiza Morales.

Confira a nota na integra:

Através da sua diretoria e associados à Associação Comercial e Industrial de Fernandópolis vem a público manifestar sua posição contrária a forma como está sendo conduzida e discutida os novos reajustes do IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano), Taxa de Licença e Fiscalização e da Taxa de Coleta de Lixo referente ao ano de 2019. Entendemos que o diálogo é o melhor caminho, assim como o bom senso, que leva os contribuintes a confiarem ou não nos gestores que estão à frente da nossa cidade. Reivindicamos a revisão destes aumentos elevados que começaram a chegar nesta semana, no mesmo boleto, enviado pela Prefeitura de Fernandópolis. Através desta nota lamentamos as consequências do aumento do imposto para a economia local. "Uma elevação absurda do valor da tributação em relação ao ano passado, uma alta que impacta diretamente na sociedade civil e nas empresas”, aponta Mateus Morales, presidente da ACIF. O melhor caminho é encontrar soluções legais para que não haja boicote nos pagamentos ou questionamento judicial. "São dois tributos distintos, é possível questionar também esse desmembramento. Houve um excesso nas tarifas, principalmente da fiscalização e de lixo. Se fossem divulgados os valores antes, esses reajustes não passariam pela aprovação da sociedade fernandopolense", enfatiza Morales. Os questionamentos são legítimos. Como entidade local a nossa posição é contra esta situação que está sendo imposta a revelia, sem preceitos legais. Convocamos nossos empresários e associados a se reunirem com esta Associação para juntos tomarmos as medidas apropriadas e legais. Assina: Associação Comercial e Industrial de Fernandópolis / Janeiro 2019

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');