Verão dos olhos vermelhos: É conjuntivite

SAÚDE - 20:36:02
Verão dos olhos vermelhos: É conjuntivite

Verão, calor e muitos casos de conjuntivite. É nesta época que os casos costumam aumentar. É o chamado verão de olhos vermelhos. Farmácias já notaram aumento de casos nos últimos dias. 

Com o calor, as pessoas estão mais em contato em piscinas, praias e áreas de lazer, o que impulsiona a transmissão da doença. No ano passado, a Secretaria Municipal de Saúde de Fernandópolis confirmou a notificação de 667 casos de conjuntivite, média de quase dois casos por dia. 
A conjuntivite mais frequente nesta época do ano é a viral, explica o médico oftalmologista Gustavo A. Oliveira, da Soma – Centro de Especialidades Oftalmologia -de Fernandópolis.
“Para evitar um surto da doença, temos que entender que as conjuntivites infecciosas são contagiosas, ou seja, é possível passar para outras pessoas pelo ar ou contato com o local contaminado. Portanto, não coçar os olhos sem antes estar com as mãos limpas; não compartilhar as toalhas do banheiro para enxugar o rosto e as mãos; evitar aglomerações ou piscinas de academias ou clubes; e lembrar sempre que adquirimos a Conjuntivite Viral ou Bacteriana de outra pessoa contaminada”, explicou o médico. 
Também o manuseio de objetos de uso comum, como telefone e controle remoto aumentam as chances de contágio com os agentes causadores da doença.
O médico alerta que, ao surgirem sintomas, como olhos vermelhos, lacrimejamento, coceira, sensação de areia nos olhos, sensibilidade à luz e secreção - um oftalmologista deve ser consultado imediatamente para o diagnóstico e tratamento adequado. “O tratamento depende da causa desta conjuntivite. A Viral, não existem medicamentos específicos e o tratamento foca nos sintomas da conjuntivite. A Bacteriana, o tratamento inclui a indicação de colírios antibióticos e observação do quadro, que poderá gerar complicações que devem ser observadas de perto”, diz.
A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva, membrana transparente que reveste a esclera, a porção branca do olho. A conjuntivite viral tem resolução em aproximadamente uma semana.
Em 2017, Fernandópolis começou o ano com um surto de conjuntivite que levou a Secretaria de Saúde a adotar medidas na volta às aulas. Houve também picos da doença durante o inverno. Numa única semana, foram registrados 49 casos da doença. 
Por não ser de notificação obrigatório, não há o registro de casos anuais da doença no país, informa o Ministério da Saúde (MS) que, no entanto, recomenda ações preventivas já que as epidemias são comuns e uma das causas mais frequentes de ausências no trabalho e escola.

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');