Novo Plano Diretor começa a sair do papel

ARTIGOS - 18:18:27

O envelhecido e remendado Plano Diretor do Município de Fernandópolis está com os dias contados. Se tudo correr dentro do planejamento estabelecido, o novo plano já sintonizado com as demandas do mundo moderno, deve ter o trabalho de campo finalizado em dezembro.

O Conselho da Cidade, criado no ano passado pelo prefeito André Pessuto, sob a presidência do secretário de Planejamento, Marcelo Nossa, realizou esta semana o 1º Fórum do Plano Diretor em parceria com a Universidade Brasil. O resultado desse fórum se deu através da viabilização de parceria de cooperação técnica entre prefeitura e a academia. “Isto permitirá um diagnóstico das fragilidades do município, o que deve propor ações de planejamento para as soluções necessárias”, afirmou o professor. Luiz Sergio Vanzela, coordenador e docente do programa de pós-graduação em Ciências Ambientais da Universidade Brasil;
O “Plano Diretor”, só para lembrar, é um conjunto de regras que visa orientar os gestores públicos no sentido de estabelecer ordem na ocupação do espaço, seja urbano ou rural, determinando parâmetros no sentido de tornar a cidade mais acessível e que exista ordem na formação de ocupações, construção civil, exploração pública de espaços, entre outros. Os trabalhos de atualização do Plano Diretor devem começar agora em fevereiro, com expectativa de finalização dos levantamentos de campo e estudos em dezembro. 
O Conselho, que coordena do trabalho, é constituído de doze conselheiros com mandato de dois anos e que, ao final, terão reconhecido como relevantes, os serviços prestados ao município. Traduzindo: não serão remunerado.

Bate pronto

  BIOMETRIA – Começa segunda-feira, 4, e se estende até 19 de dezembro, o processo de cadastramento biométrico obrigatório de cerca de 30 mil eleitores de Fernandópolis. O cadastramento biométrico será no Cartório da 150º Zona Eleitoral no horário das 12 às 18 horas. O agendamento do atendimento pode ser feito pelo site do TRE/SP na aba Eleitor/Agendar Atendimento. Segundo o juiz eleitoral de Fernandópolis Mauricio Ferreira Fontes a medida atinge eleitores cadastrados até agosto de 2015. A partir dessa data, os novos eleitores e eleitores transferidos ou que pediram segunda via do documento, já fizeram o cadastramento biométrico.

  ELEIÇÃO Á VISTA – Três cidades paulistas de Cajamar, Lagoinha e Macaubal terão eleições suplementares para prefeito em 17 de março. No caso de Macaubal, perto de Nhandeara, a nova eleição será realizada porque o prefeito eleito em 2016, João Florentino Neto (PSDB), teve o mandato cassado por improbidade administrativa e o vice-prefeito Celso Luís Ochiussi (PSDB) assumiu, mas dias depois renunciou ao cargo por problemas pessoais. Desde então, quem está comandando a cidade é o presidente da câmara Frederico Braguini Neto (PSDB). Os registros das candidaturas devem ser feitos até o dia 15 de fevereiro.

  TERCEIRO ANO – Os vereadores de Fernandópolis retornam as atividades legislativas na terça-feira, 5, abrindo o terceiro ano do atual mandato. Neste ano, os vereadores realizaram durante o recesso, duas sessões extraordinárias. Agora começam a cumprir o calendário de sessões ordinárias, três ao mês, sempre às terças-feiras. Neste mês as sessões ocorrem nos dias 5, 12 e 19. Já com as eleições municipais no horizonte, os vereadores devem focar a partir de agora na imagem, que ficou muito arranhada com as polêmicas dos dois primeiros anos de mandato. A última delas, a da correção da taxa do lixo, foram arrastados para o olho do furacão junto com o prefeito, mesmo afirmando que nada sabiam do tal aumento. 

Claudemir Cabreira

Claudemir Cabreira

Jornalista. 

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');