Maiza quer saber o que Prefeitura está fazendo para evitar epidemia de Dengue

POLÍTICA - 18:54:10
Maiza quer saber o que Prefeitura está fazendo para evitar epidemia de Dengue

A vereadora Maiza Rio (PSDB) apresentou um requerimento na sessão de quinta-feira, 7, solicitando informações da Prefeitura sobre quais medidas estão sendo adotadas pelo município, para evitar que a cidade entre em uma nova epidemia de Dengue, zika e chikungunya.
A preocupação da tucana está atrelada ao grande número de casos já confirmados no município. De acordo com o último balanço divulgado pela Vigilância Epidemiológica 378 casos de Dengue já foram confirmados e outros 792 estão em análise, o que na verdade já configura um quadro de epidemia. 
“A responsabilidade é de cada um de nós, mas cabe ao município ações de prevenção e conscientização também”, disse a vereadora.
O pior é que números se alteram em progressão geométrica, mudam a todo instante, fato que levou a Secretaria Municipal de Saúde a pedir ajuda à Sucen - Superintendência de Controle de Endemias do Estado de São Paulo. A dengue, além do problema de saúde pública, também gera prejuízos econômicos para a cidade, já que afasta muita gente do trabalho, desfalca empresas e compromete a produção. 
Apesar da obrigação por lei de responder ao requerimento em até 15 dias, o secretário de Saúde, Flávio Ferreira, trouxe seus esclarecimentos já no dia seguinte em entrevista ao vivo no programa Rotativa no Ar, da Rádio Difusora. 
Segundo o titular da pasta, diversas ações de prevenção e controle têm sido adotadas nos últimos já há algum tempo, mas, apesar de importantes, não são suficientes sem o apoio da população. 
“Fizemos o bloqueio em uma região da cidade essa semana e em 31 quadras encontramos 61 criadouros do mosquito, dos quais mais da metade estavam concentrados em apenas duas quadras e todos esses criadouros em casas habitadas. Resumindo, sem a ajuda da população essa luta será sempre perdida”, disse o secretário. 
Para ele, falta a população entender que a vigilância deve ser constante independente do número de casos e da estação do ano. 
“A Dengue não é mais uma doença de verão, ela está presente em todas as estações do ano. Então os cuidados com o lar não devem ser apenas quando está chovendo ou quando já há notícia de muitos casos, mas sim o ano todo. Quando todos entenderem isso talvez possamos ter uma chance de derrotar o mosquito”, concluiu Flávio Ferreira.
 

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');