Um músico de Fernandópolis na Orquestra Francesa que inicia turnê pela Rússia

CADERNO VIVA - 19:07:47
Um músico de Fernandópolis na Orquestra Francesa que inicia turnê pela Rússia

O músico de Fernandópolis Rubens Lopes, 28 anos, revelado na Osfer – Orquestra de Sopros de Fernandópolis -, onde atualmente é professor, desembarcou esta semana em Paris para integrar a GOJJJ - Grande Orquestra de Jean-Jacques Justafré – que fará uma turnê de 15 apresentações por cidades da Rússia. Antes do embarque para a turnê que começa no dia 26, Rubens participa de dois ensaios em Paris com a Orquestra neste sábado e domingo. 

Em Fernandópolis, antes de embarcar para Paris, em entrevista ao CIDADÃO, Rubens contou detalhes da Orquestra GOJJJ e da turnê pela Rússia. “A GOJJJ - Grande Orquestra de Jean-Jacques Justafré – é a antiga orquestra de Paul Mauriat que influenciou o André Rieu que hoje faz muito sucesso. Quando Mauriat faleceu, foi Jean-Jacques que continuou com a orquestra. Eu estou com eles desde 2015 e já fiz três turnês, duas no Japão e uma na China. A oportunidade para tocar com eles apareceu quando eu morava em Paris e o maestro Jean-Jacques ficou sabendo que eu tocava todos os instrumentos de percussão e também a bateria. Comecei como percussionista e na nesta turnê para a Rússia tocarei bateria”, relatou. 
A turnê será do 26 de março a 18 de abril, pelas cidades Volgograd, Voronej, Saratov, Moscou, Penza, Kazane, Samara, Ufa, Tcheliabinsk, Ekaterinbourg, Perme, Krasnoiarsk, Novossibirsk, Tomsk e Omsk. “O repertório é muito variado, dando ênfase para músicas francesas, mas também terá Michael Jackson, Pharrel Williams, Weather Report, entre outras. Nessa orquestra estão sem dúvida alguns dos maiores músicos franceses e o maestro Jean-Jacques é um músico genial, reconhecido pelo talento como trompista.” 
Em Fernandópolis, onde é professor na OSFER, Rubens recebeu as partituras que compõem o repertório da turnê da GOJJJ para se preparar para a turnê. 
“Será um mês muito divertido e de muito aprendizado, cercado dos melhores músicos com quem já tive o prazer de tocar”, postou em sua página nas redes sociais. 
A agenda internacional do músico fernandopolense não termina nesta turnê pela Rússia. “Depois dessa turnê eu irei para Londres, ensaiar com a Philharmonia Orchestra e tocar com eles pela Inglaterra e também Espanha (Madri). Essa é uma das maiores orquestras do mundo e consegui tocar com eles. Entrei através de um concurso no final de 2017, desde então estou na fase de testes (período Trial). Para o concurso tinha aproximadamente 150 candidatos e somente uma vaga, sendo que fui o primeiro brasileiro a entrar numa orquestra profissional inglesa. Se eu passar nessa fase de testes, irei morar definitivamente em Londres”, contou.
Depois de tocar com a Philharmonia, Rubens retorna para Fernandópolis no dia 3 de maio. “Em Fernandópolis eu dou aula para os professores da OSFER e para os alunos de percussão, além de tocar nos principais concertos do ano e ajudar nos ensaios principais que antecedem os concertos, enquanto aguardo a mudança definitiva para Londres.”
Para realizar o sonho de integrar a GOJJJ, Rubens está se desdobrando para cobrir os custos da viagem, tendo inclusive que pegar dinheiro emprestado. Ele explica que na viagem recebe os cachês das apresentações, mas os hotéis e viagens são bancados por ele. Por isso, antes de embarcar para Paris fez um apelo a empresários de Fernandópolis que pudessem auxiliá-lo a bancar os custos da viagem estimada em R$ 5 mil. O contato com Rubens pode ser feito nas redes sociais, no Facebook, digitando seu nome, no site www.rubenslopesmusic.com/contato e pelo Instagram @rubenslopesmusic.

HISTÓRIA DE SUCESSO

Rubens Lopes começou na música aos 4 anos. Chegou à OSFER – Orquestra de Sopros de Fernandópolis, ainda adolescente, de onde saiu para se formar em percussão na UNESP. Ganhou em 2012 o prêmio Ernani de Almeida Machado para estudar na França, onde terminou dois mestrados com a nota máxima em improvisação livre pelo Conservatório de Paris. Além das aulas de percussão, aprofundou seus conhecimentos em harmonia, teoria, história da música, jazz, música eletroacústica, ciências cognitivas, acústica musical, teatro, música oriental e acompanhamento coreográfico. Em Paris, em julho de 2016, Rubens Lopes, foi entrevistado do CIDADÃO, na coluna Observatório, contando sua experiência durante o Mestrado. 
Tanto no Brasil como na França, Lopes teve a oportunidade de realizar concertos e gravações com as orquestras mais conceituadas do mundo. Dentre os projetos que mais se destacam está a gravação da trilha do filme “Valerian e a Cidade dos Mil Planetas”, o 3º lugar no Prix Itália 2017, espetáculos com o New York City Ballet, duas turnês com Toquinho (Itália e França) e concertos com a Orquestra de Paris, Orquestra Nacional da França e o Ensemble Intercontemporain. Através da música Rubens Lopes passou por mais de 12 países diferentes, dentre eles - França, Holanda, Alemanha, Japão, China, Noruega, Escócia, Marrocos, Itália, Inglaterra, Áustria e Bélgica. 
Em 2017 foi o primeiro brasileiro a ganhar um concurso para integrar uma orquestra Inglesa, a Philharmonia Orchestra de Londres.
Atualmente Rubens Lopes tem mantido sua base em Fernandópolis, onde está sua família, e toca eventualmente em Londres, realiza turnês internacionais com a GOJJJ - Grande Orquestra de Jean-Jacques Justafré -  ministra master classes de escuta, aprendizagem de música e percussão, realiza uma pesquisa sobre o aprendizado da música através dos estudos de neurociência, além de atuar como percussionista de orquestra, solista e baterista.

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');