Bastidores

ARTIGOS - 18:13:38

A MAIORIA...

da população fernandopolense ainda não se deu conta da importância da Rodovia Norte-Sul, cujo trecho final  contempla ligação com a malha paulista, em Estrela D’Oeste, divisa com Fernandópolis. Até os vereadores revelam pouco interesse: na sessão de terça-feira, nenhum pio sobre o assunto.

A NORTE-SUL...

é uma ferrovia longitudinal brasileira, em bitola larga, projetada para ser a espinha dorsal do sistema ferroviário nacional, interligando as principais malhas ferroviárias das cinco regiões do país.

SEU...

 projeto atual foi concebido num eixo norte-sul na região central do território brasileiro, possibilitando a conexão entre as malhas ferroviárias que dão acesso aos principais portos e regiões produtoras do país, que até então estavam regionalmente isoladas.

OS NÚMEROS...

impressionam: quando concluída, possuirá a extensão de 4.155 quilômetros e cortará os estados de Pará, Maranhão, Tocantins, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, conectando os extremos do país.

A RUMO...

foi vencedora do leilão, realizado na semana passada, e vai investir R$ 2,7 bilhões nas obras, com direito para administrar e explorar por 30 anos o trecho de 1.500 km, que liga Palmas (TO) a Estrela D’Oeste (SP). Como é capital privado, acredita-se que a conclusão do trecho ocorra em 2anos, prazo contratual.

POR...

questões logísticas, boa parte da grande estrutura de apoio à construção da ferrovia no trecho recentemente leiloado, será montada na região – canteiro der obras, por exemplo- beneficiando diretamente Estrela D”Oeste, Fernandópolis e Jales. Em Rio Preto, o efeito Norte-Sul abre caminho para a cidade afastar trilhos do centro, desvio (de Cedral a Mirassol) orçado em R$ 500 milhões.

A CONSTRUÇÃO...

da ferrovia é vista por muitas pessoas como sinal de aquecimento dos negócios, e pode romper o marasmo que insiste em fazer morada em cidades da região, inclusive Fernandópolis. A expectativa de ofertas de empregos é grande, com recuperação do setor imobiliário.

COMO...

o progresso vai passar por aqui, rumo ao porto de Santos, talvez seja a hora do poder público reivindicar da Rumo, considerando os milhões que serão gerados, um naco para Fernandópolis dar dignidade ao prédio abandonado da Estação Ferroviária. Sonhar não custa nada, já disse o poeta.

 

 

 

 

 

 

 

 

Alencar Cesar Scandiuzi

Alencar Cesar Scandiuzi

Jornalista e Radiodifusor

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');