53% dos eleitores ainda não realizaram cadastramento biométrico obrigatório

ARTIGOS - 19:34:04

O Cartório da 150ª Zona Eleitoral de Fernandópolis fará plantão neste sábado,13, das 8 às 13 horas para atender eleitores que não podem comparecer no dia útil para o cadastramento biométrico obrigatório. A campanha da biometria que iniciou em 4 de fevereiro tem atraído poucos eleitores. Balanço divulgado pelo Cartório Eleitoral mostra que de 4 de fevereiro a 11 de abril, 2.899 eleitores realizaram o cadastramento biométrico

Na manhã desta sexta-feira, 12, o boletim do TSE indicava que Fernandópolis tinha 52.823 eleitores cadastrados. Desses, 24.818 já estavam cadastrados pelo sistema biométrico. Restam ainda 28.035 eleitores para serem atendidos no Cartório Eleitoral até 19 de dezembro. Para cumprir essa meta, o Cartório precisaria atender em média 3,5 mil eleitores por mês. 
O juiz Eleitoral de Fernandópolis, Maurício Ferreira Fontes já advertia na abertura da campanha que deixar o cadastramento para a última hora vai resultar em dor de cabeça e longa espera ao eleitor, associada ao risco de ter título cancelado por não ter conseguido o atendimento. Só para lembrar: quando o cadastramento biométrico foi realizado na comarca, pelo menos 5 mil eleitores tiveram títulos cancelados. O final da campanha foi marcado por longas filas e espera de horas para ser atendido.

 

Bate pronto

  CHUVA DE SINDICÂNCIAS -  Quem acompanha o Diário Oficial Eletrônico do Município se surpreendeu na quarta-feira com a publicação de 11 portarias abrindo sindicâncias para apuração de infração funcional. Fato inusitado, já que vez ou outra é aberto procedimento dessa natureza. Questionada, a prefeitura emitiu nota explicativa sobre essa chuva de sindicâncias: “A Prefeitura de Fernandópolis contava com uma comissão de sindicância e uma de processo administrativo. As portarias de sindicância publicadas na quarta-feira (10/04) decorreram da instalação de uma nova comissão de processo administrativo, ou seja, ocorreu uma republicação. A atual administração municipal preza pela investigação e esclarecimento dos fatos denunciados, com o objetivo de garantir a eficiência e qualidade do serviço público em Fernandópolis. O compromisso é manter em seu quadro servidores comprometidos com o município”. A nota informou ainda que, não apurar essas infrações acarreta prevaricação.


  TROCA DE BEM - Foi publicada na edição de quarta-feira, 10, do Diário Oficial do Município a lei aprovada pela Câmara e que autoriza a prefeitura a transferir para o Instituto de Previdência do Município dois imóveis avaliados em 12 milhões e 900 mil reais. Na verdade, o que houve foi apenas uma troca de bens transferidos. Agora, além do prédio da Central da Saúde avaliado em R$ 4,6 milhões, a prefeitura transfere ao Iprem a propriedade do prédio do atual Paço Municipal na Rua Bahia, avaliado em R$ 8,2 milhões. O prédio do Paço ocupa o lugar da área ao lado da Expo e cuja transferência acabou micando por conta de inconsistência na matricula existente. Quando o problema for regularizado, o imóvel também será transferido para que a Prefeitura quite dívidas com o Iprem Municipal.


  DENGUE FATAL -  A região noroeste paulista tem 7 mortes confirmadas de dengue neste começo de ano. A última morte foi confirmada nesta quarta-feira (10), em Mirandópolis (SP). A vítima foi uma mulher de 42 anos. A cidade com mais casos é São José do Rio Preto ,  que já tem cinco mortes confirmadas desde o começo do ano. Andradina, Uchoa e Birigui estão com duas mortes confirmadas cada  Outros seis municípios, entre eles, Fernandópolis, registraram uma morte cada. 

 

Claudemir Cabreira

Claudemir Cabreira

Jornalista. 

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');