Bastidores

ARTIGOS - 09:42:14

O TÍMIDO...

desenvolvimento de Fernandópolis nos últimos anos, desaquecido acentuadamente após o fechamento do ciclo provocado pela construção da Usina de Água Vermelha, agarra-se hoje no movimento comercial gerado pela implantação de cursos superiores e nos loteamentos imobiliários.

ALGUNS...

loteamentos foram bem sucedidos, e a construção de residências veio em seguida, mudando a paisagem urbana de alguns setores. Bom exemplo é o bairro Parque Universitário, na zona sul da cidade.

EMBORA...

na puberdade, o Universitário, além das moradias, tem no prolongamento da Avenida dos Arnaldos um novo corredor comercial, só permitido, aliás, às avenidas, de acordo com as posturas municipais. A construção de casas fica restrita às transversais.

UMA...

avenida (Eladia Esses) corta a Avenida dos Arnaldos nos altos do Universitário e já desponta como outro corredor comercial. Pequenos negócios já estão se instalando no endereço, demonstração clara de que o  centro já deixou de ser há muito tempo, a única opção para se  ganhar a vida.

INFELIZMENTE...

outros setores não tiveram a mesma sorte. Tome-se, por exemplo, a avenida Getulio Vargas. À época, apostava-se que seu prolongamento, devidamente asfaltado, por ser caminho do shopping e saída para a rodovia Euclides da Cunha, o surgimento de um novo corredor comercial seria tão somente uma questão de tempo. Não foi.

OUTRA...

avenida que prometia muito é a Raul Gonçalves, com ponto inicial no cruzamento das ruas Espírito Santo e Pedro Ferrari, até a Avenida Porto Alegre, no primeiro trecho, marca do governo Milton Leão. A sequência, da rotatória, próxima ao Fórum, até a rua 7 de setembro foi feita pelo prefeito Luiz Vilar, e Ana Bim, inaugurou a iluminação da chamada parte nova.

A...

Raul Gonçalves Junior está parada há anos, emperrando o desenvolvimento da zona oeste. Concluída, a avenida seria certamente mais um concorrido corredor comercial, e  opção para atender a demanda de veículos rumo ao trevão de Água Vermelha e   rodovia Euclides da Cunha, sem contar a facilidade de acesso ao novo terminal rodoviário.

OS TEMPOS...

são difíceis, sabemos todos, mas o prefeito André Pessuto não pode, pelo menos, deixar de iniciar o trecho final da avenida. O aniversário da cidade vem aí, e com a data, acreditamos, gente do governo (dois níveis) estará nos visitando. Boa hora para se tratar do assunto e reivindicar alguma verba para a importante obra viária.

 

 

Alencar Cesar Scandiuzi

Alencar Cesar Scandiuzi

Jornalista e Radiodifusor

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');