Prefeitura proíbe oração nas escolas de Fernandópolis

EDUCAÇÃO - 15:06:15
Prefeitura proíbe oração nas escolas de Fernandópolis

Uma determinação repassada pela secretaria municipal de Educação à diretoria de todas as escolas de Fernandópolis gerou polêmica. Desde segunda-feira, 22, os professores e cuidadores estão proibidos de fazer orações com as crianças, como era de costume, nas dependências das escolas e creches da cidade. 
A determinação veio à tona por meio da denúncia de um pai que ficou revoltado com a situação. Em entrevista ao programa Rotativa no Ar, da Rádio Difusora, Célio – que pediu para preservar seu sobrenome temendo represália aos seus filhos -, cobrou explicações da Prefeitura, após um deles lhe falar da proibição.
“Meu filho chegou em casa ontem dizendo que não fez a oração na escola porque foi proibido. Agora queria saber o motivo disso, pois para mim a oração cabe em qualquer lugar, ainda mais para crianças de 7, 8, 10 anos que está começando agora a escolher o seu caminho e acho que o melhor caminho é o da oração, o da fé. Não sei se estou certo ou errado, mas queria saber de onde veio essa ordem, se não pode ter um ‘Pai Nosso’ na escola, pode ter o que então?”, questionou o pai. 
Procurada, a Prefeitura de Fernandópolis informou, por meio de uma nota, que a decisão teria sido tomada a partir da reclamação de uma mãe, que não queria que o filho participasse dos momentos de oração na escola. 
“A questão é que uma mãe entrou com uma reclamação oficial alegando que não quer que o filho participe no Pai Nosso. Foi solicitada uma orientação a Procuradoria Jurídica do Município sobre esse tema. Foi orientado juridicamente que por momento seja suspenso, para uma análise melhor do caso. Ainda não existe uma decisão sobre este caso. A intenção do prefeito é que se mantenha e vai aguardar analise total do tema”, diz a nota. 

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');