Bastidores

ARTIGOS - 16:34:34

NO...

momento em que, finalmente, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) inaugura o serviço de radiologia, pode-se dizer que o “ranço” político perdeu um pouco de sua força em Fernandópolis.

DEPOIS...

da ameaça de ser fechada pelo prefeito André Pessuto, a unidade que custou R$2.066.818,00, sendo R$1.400.000,00 do convênio com o Ministério da Saúde e R$666.818,00 pagos pela prefeitura de Fernandópolis, está salva e, somente a partir de hoje, vai oferecer atendimento de raios-X.

INAUGURADA...

em 20 de dezembro de 2016 no crepúsculo da administração de Ana Bim, a UPA, que tem o nome da médica Marize Reis Stefanini, falecida em 5 de maio de 2009, foi instalada no bairro Por do Sol, e colocada à disposição da população em setembro daquele ano.

QUANDO...

assumiu, Pessuto, ao se inteirar dos custos operacionais da UPA, tomou uma decisão drástica: fechar a unidade. Foi apoiado incondicionalmente pela Câmara Municipal, ao som de discursos enfáticos: “A UPA foi um presente de grego para Fernandópolis”, bradou um vereador sem dimensionar as conseqüências de seu fechamento.

COMO...

o prédio foi construído com recursos da União e do município, Pessuto sentiu que, antes de cerrar as portas, deveria dar uma satisfação ao Ministério da Saúde. Em Brasília, nosso prefeito encontrou um ambiente avesso às suas pretensões, sendo informado de que as demais cidades contempladas com as unidades de atendimento estavam plenamente satisfeitas.

COM...

pressão para canalizar mais recursos públicos para viabilizar uma nova gestão da Santa Casa - segundo fonte que pediu anonimato - o grupo político do qual faz parte o prefeito sugeriu que o dinheiro gasto com a UPA, fosse para obras de melhorias do Pronto Socorro do principal hospital de Fernandópolis. Sob sigilo, a proposta consumiu um longo tempo de discussões. Sem sucesso.

A FALTA...

de interesse do prefeito pela UPA, causou indignação. Tendo em conta a necessidade premente de um aparelho de raios-X, nada, absolutamente nada, poderia justificar tamanho atraso na sua instalação. Uma unidade de pronto atendimento, sem serviços radiológicos? A transferência de pacientes para a Santa Casa virou um transtorno e impôs a eles um sofrimento descabível. A impossibilidade de contratar funcionários, visto que a folha de salários da prefeitura já atingira o limite,54% do orçamento, nunca foi digerida pela população mais carente.

O TEMPO...

passou, a Santa Casa implantou uma nova gestão com apoio de bons padrinhos políticos, e da comunidade, e o prefeito buscou solução para implantar o serviço de radiologia da UPA, sem, anotem... sem fazer qualquer investimento à vista. Tirou o coelho da cartola e vai terceirizar os serviços, ao custo de R$ 552 mil anuais. Restou claro que não tem nenhuma razão que não seja a ciumeira política.

 

 

 

 

 

.

 

Alencar Cesar Scandiuzi

Alencar Cesar Scandiuzi

Jornalista e Radiodifusor

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');