Fernandópolis perde posição no ranking das cidades menos violentas

GERAL - 19:10:11
Fernandópolis perde posição no ranking das cidades menos violentas

Puxado pelo registro de dois crimes de latrocínio em 2018, Fernandópolis despencou de 12º para 27º no ranking das cidades menos expostas à violência no Estado. É o que revela o IECV - Índice de Exposição a Crimes Violentos 2018 com base em estudo realizado pelo Instituto Sou da Paz que pesquisa a violência em 139 cidades com mais de 50 mil habitantes. O IECV é calculado a partir da média ponderada de três subíndices: crimes letais (homicídio e latrocínio), crimes contra a dignidade sexual (estupro) e crimes contra o patrimônio (roubo – outros, roubo de veículo e roubo de carga). 

O índice foi criado pelo Instituto Sou da Paz para facilitar uma avaliação que agregue várias dimensões da violência e da segurança pública no estado de São Paulo, avaliando diferentes tendências criminais e permitindo uma comparação das estatísticas entre cidades e distritos policiais ao longo do tempo. São analisados, segundo esses critérios, os 139 municípios do estado com mais de 50 mil habitantes. 
O levantamento, realizado desde 2014, mostra que Fernandópolis aparecia entre as 12 cidades onde a população estava menos exposta à violência em 2017, viu esse quadro ser alterado. No ranking 2018, divulgado na quinta-feira, 9, a cidade aparece em 27º lugar com índice geral de 12,4. 
Os crimes sexuais e contra a vida pesaram para a queda de 5,9% no índice na comparação com 2017. No quesito crimes letais, Fernandópolis ficou com o índice de 6,2. Se Fernandópolis passou o ano de 2018 sem registro de homicídios dolosos, no entanto, registrou dois crimes de latrocínio (roubo seguido de morte). No dia 13 de julho, Evanildo Pagliusu foi assassinado em sua casa no Jardim Planalto, a pauladas e facadas por supostos assaltantes, crime até hoje sem solução. Em agosto, mais uum crime que chocou Fernandópolis. O taxista Gabriel dos Santos, que atuava no ponto da Rodoviária, foi assassinado por dois rapazes que contrataram a corrida e na zona rural anunciaram o assalto e executaram o crime. Eles foram presos e condenados, junto com um terceiro elemento. 
Os crimes sexuais, foram 21 casos registrados em 2018, colocaram Fernandópolis com índice 36,7, um dos maiores da região, só inferior ao registrado por Rio Preto. Já na questão de patrimônio (roubos), a cidade ficou com índice de 0,6. O IECV de 2018 é o segundo menor da série desde 2014.

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');