Sem vacina, CCZ suspende campanha antirrábica

GERAL - 08:25:59
Sem vacina, CCZ suspende campanha antirrábica

A campanha anual de vacinação contra a raiva em cães e gatos está suspensa em Fernandópolis por falta de vacinas. O anuncio foi feito pelo veterinário do CCZ – Centro de Controle de Zoonoses de Fernandópolis – Mileno Tonissi, durante entrevista no programa Rotativa no Ar da Rádio Difusora. 

“Infelizmente, até o momento não temos data para realizar a campanha de vacinação antirrábica em cães e gatos. Estamos com a campanha pronta, mas não temos a vacina”, disse Tonissi.
Em oficio circular emitida pela secretaria estadual de saúde aos municípios, alerta que o pedido de 1,5 milhão de doses de vacina antirrábica para a campanha de rotina deste ano para a primeira fase da campanha que deveria ter ocorrido em agosto não foi atendido pelo Ministério da Saúde, que priorizou áreas de risco pelo país e que não incluía o Estado de São Paulo.
Alguns municípios que possuíam doses remanescentes de campanhas anteriores estão utilizando neste ano. 
“Não adianta falar que o prefeito não faz a campanha, que o CCZ não faz a campanha. Não. Estamos com a campanha pronta para ser realizada, porém, não recebemos as vacinas necessárias”, acrescentou o veterinário.
De acordo com o CCZ, para realizar a campanha anual de vacinação de cães e gatos, o CCZ recebe cerca de 11 mil doses da vacina, suficiente para atender a demanda da cidade. Sem a campanha, o veterinário teme que pode ser quebrado o ciclo de proteção imunológica dos animais. Há muito Fernandópolis não registra casos de raiva em animais. Todavia, o vírus da raiva circula na região e já foi encontrado em morcegos. 
“Ainda aguardamos uma boa notícia sobre o envio das vacinas, mas até segunda ordem, a campanha que sempre ocorria nesta época, está suspensa”, reafirmou Mileno.

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');