Escola Cáfaro embarca essa semana para a FeCEESP

GERAL - 18:24:32
Escola Cáfaro embarca essa semana para a FeCEESP

Representantes da escola estadual Afonso Cáfaro embarcam nos próximos dias 5 e 6 para São Paulo, onde participarão de mais uma FeCEESP - Feira de Ciências das Escolas Públicas do Estado de São Paulo - na qual apresentarão trabalhos de pesquisa desenvolvidos durante o ano letivo de 2018.

A escola Cáfaro realiza, desde 2013, ano em que aderiu ao PEI - Programa Ensino Integral -, a FIAC - Feira Interna Afonso Cáfaro - onde os alunos apresentam projetos de iniciação científica desenvolvidos sob orientação de professores e que são posteriormente apreciados por avaliadores externos.

Após o encerramento da feira, realizada em 2018, os trabalhos foram inscritos na FeCEESP a fim de concorrer com outros projetos dentro do estado. Entre todos os inscritos, foram pré-selecionados quarenta dos quais dois pertencem à EE Afonso Cáfaro.

Um dos trabalhos, sob orientação da professora Jucimara Uliana Gomes, na área de Ciências Humanas e da Natureza, as alunas Ágatha Cristina Adamo de Carvalho, Julia  Beatris de Oliveira e Nicole Kristiny Santos Nunes, dos 8ºs anos, desenvolveram uma tinta refil, a partir de extratos de vegetais, para abastecer canetões para quadro branco, podendo ser produzido a um custo 98% menor, trazendo grandes benefícios às escolas que utilizam esse tipo de recurso, e além disso, visa também atender à questões ambientais.

O outro trabalho, sob orientação da professora Neiva A. C. Arosti, na área de Ciências Humanas, as alunas Emmanuelly Cristiny Cicero Kawamata e Eduarda de Almeida Oliveira, da 1ª série do EM, pesquisaram acerca da influência ou não do processo de globalização na produção das artes na atualidade e no futuro. 

Durante a apresentação na FeCEESP, novamente as alunas concorrerão com os outros quarenta projetos finalistas, assim, divulgando positivamente o nome de Fernandópolis.

“Tais conquistas comprovam o trabalho sério e compromissado da Escola Cáfaro com a Educação e a formação dos jovens de forma plena tornando-os cidadãos críticos, protagonistas, competentes e acima de tudo solidários”, concluiu a diretor do colégio Roberto Alves Gomes.

VEJA TAMBÉM

teste

ga('send', 'pageview');